quinta-feira, 30 de abril de 2009

HÁ 15 ANOS... (2)

30 de abril de 1994, sábado. Depois de muitos anos, a Fórmula 1 voltaria a se deparar com um acidente fatal. Roland Ratzenberger, piloto austríaco de 33 anos, que disputava sua primeira temporada pela equipe Simtek, é traído pelo equipamento durante o treino classificatório. A asa dianteira de seu carro se solta, o piloto perde o controle do carro e choca-se contra o muro da curva Villeneuve a mais de 300km/h. Chega o resgate, os médicos fazem massagens cardíacas para manter o piloto vivo, mas as diversas fraturas em seu crânio e pescoço eram irreversíveis. Sua morte é declara poucos minutos após sua entrada no hospital.



Apesar de todos os fatos ocorridos nos treinos, a corrida foi confirmada para o dia seguinte. Um dia que jamais seria esquecido por uma nação e todos os fãs do automobilismo....

FOTO DO DIA



Surtees - GP de Mônaco, 1967

A F-1 PRECISA DE UM BECKHAM?

Tio Bernie Ecclestone soltou mais uma das suas, dizendo que faltam pilotos hoje com o porte de um Messi ou um Beckham. Trocando a miúdos, faltam pilotos que sejam verdadeiros marketeiros.

Até que ponto a F-1 precisa disso? O charme, a tradição e, principalmente, o homem, foram deixados de lado em prol do negócio. A quanto tempo não vemos pilotos apaixonados (nos dois sentidos) e que apaixonam.

A F-1 deixou de ser acessível para todos. No seu respectivo mundinho, todos são "complicados e perfeitinhos", não ousam, não falam palavrão, se bobear pedem ajuda até pra ir no banheiro.

O que falta não F-1 não é um Beckham ou um Messi, falta interatividade entre público e pilotos. Contato, liberdade para se caminhar, liberdade para conversar com um piloto. Deixar o público a vontade...

Falta o lado humano do esporte...e isso, só se muda com atitudes. Quem vai a Interlagos, com a GGOO, sabe das dificuldades para se ter contato com as máquinas. Parecem até algo virtual, intocável.

Deixem os pilotos serem gente. Nos deixe sonhar em sermos pilotos. Com esta linha de raciocínio, certamente, a F-1 ganhará novos adeptos.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

HÁ 15 ANOS... (1)

29 de abril de 1994, há exatos quinze anos tinha início o final de semana mais trágico da história da Fórmula 1. A combinação de carros com sérios problemas de segurança com uma pista obsoleta e com graves falhas em suas áreas de escape provoca a primeira vítima já nos treinos livres de sexta-feira: Rubens Barrichello, jovem piloto brasileiro da equipe Jordan que foi arremessado por uma zebra contra o muro, ficando o mesmo desacordado após o choque, sendo necessária sua remoção e hospitalização, o que o impediu de disputar a corrida.



Imagens fortes? Ninguém imaginava que veríamos coisa pior no dia seguinte...

VEM AÍ O CARTÃO DE CRÉDITO DA F-1

Segundo o site Grand Prix, os fãs de Fórmula 1 poderão ter um cartão de crédito com a marca F1 em breve, através da parceria da F1 com o Grupo Corpcom, uma companhia que especializada na emissão e gestão de cartões de crédito além de co-branded programs.

A Corpcom espera criar uma nova geração de mundial de cartões para recompensar a fidelidade dos clientes, gerar receitas adicionais e aumentar o alcance da marca (F-1). Ainda não está claro quais privilégios virá com um cartão de Fórmula 1.

O cartão será lançado em um evento no Amber Lounge, em Barcelona.

FRASE DO DIA

"Meu Deus, estava muito quente, muito mesmo. Todas as caixas que estavam instaladas ao redor do meu cockpit superaqueceram e estavam queimando. Acabei queimando minha nádega esquerda em uma caixa elétrica. Espero que para a próxima corrida possamos resolver essa situação"
Jenson Button à agência de notícias francesa France Presse.

CRÔNICAS DO GP: BARHEIN, 2009

Em pleno domingo chuvoso, dois loucos buscam incansavelmente um canto para ver a corrida. No destino ao autódromo de Interlagos mais do que ouvir música o que queriam era chegar rapidamente a algum ponto onde tivesse alguma TV sintonizada.

A primeira parada, foi perto do setor A, porém ao invés de sintonizarem a corrida, preferiam um Karaoke...coisas da vida. Tinhámos que pensar, rapidamente, em outra opção. No posto não havia TV e, com a chuva e o friozinho, poucos estabelecimentos estavam abertos antes das 9 horas.

A salvação foi o sempre presente setor G. Ao passar pela rua, lembrandos de uma padaria perto da saída da estação de trem. Era a nossa última opção. Se lá não estivesse passando, o jeito seria ir para o complexo automobilistico e se contentar em ouvir a F-1 pelo rádio. Ao chegar, um som característico nos animou: Bem amigos da rede Globo...falamos com imagens ao vivo do Barhein! Ufa...a peregrinação havia chegado ao fim.

Na desértica pista barenita ou na molhada São Paulo, a expectativa era de uma boa prova para os pilotos brasileiros. Porém, a história mostrou ser um pouco diferente. O moleque bom de chuva e o inglês de cavanhaque queriam assumir todas as atrações. O brasileirinho da Ferrari, ainda precisou trocar as palhetas do parabrisa, fazer a troca do filtro de óleo e instalar novos spoilers mais esportivos.

O brasileiro que adora um Croissaint, fez, fez, fez..e chegou no lugar comum, mas pelo menos chegou. O brasileirinho contra o mundão, reclamou, acelerou, errou, acelerou, reclamou, parou no boxes, mudou de estratégia e chegou lá trás.

Mas, durante uma sonolenta corrida, personagens são como camelos, em ambientes deserticos não se importam com as dificuldades, vão lá e fazem. E o menino bom de chuva juntamente com o inglês de cavanhaque, ignoraram as dificuldades, ignoraram a areia na pista e, de modo real, buscaram a vitória.

Enquanto uns reclamam, outros estão pisando o da direita, e ganhando, ganhando, ganhando...como mudar isso? Só acelerando!

GGOO GT3 INTERLAGOS

Algumas imagens que registramos do que rolou por Interlagos na etapa da GT3 no último domingo, com os comentários "espeStaculares" dos GGOOloucos presentes.



Conteúdo impróprio para profissionais!

terça-feira, 28 de abril de 2009

PAPO DE BAR...

"Ôooo Flamenguista, pode fazer um favor? Tira este espelho daqui e coloque a TV que está passando a corrida mais pra baixo. Assim tá me dando dor no pescoço..."
Personagem presente na Padoca, durante a corrida...

UNIVERSAL MUSIC EM PARCERIA COM A FORMULA 1

Não vão ser só os carros e o champagne no pódio as estrelas das corridas de Fórmula 1. De acordo com a imprensa britânica, a gravadora Universal assinou um contrato para escalar artistas de seu catálogo em shows ao longo da temporada automobilística.

Segundo o jornal The Sun, a medida também inclui a presença de celebridades do mundo do cinema, esporte e moda. No caso da música, U2, Take That e Girls Aloud são alguns dos grupos que podem se apresentar nos GPs europeus. As Pussycat Dolls também estão cotadas, já que a cantora Nicole Scherzinger é namorada do piloto inglês Lewis Hamilton.

Considerado a maior autoridade no mundo da Fórmula 1, Bernie Ecclestone declarou ter grande expectiva para a novidade. "Sempre disse que estamos no negócio de entretenimento e este acordo marca uma nova era para a Fórmula 1", afirmou.

O presidente da Universal, Lucian Grainge, foi pelo mesmo caminho e disse considerar o negócio "inovador e espetacular". Não se sabe a partir de quando o acordo passa a valer.

Fonte: IG MUSICA

--

Bom, antes de mais nada, não é segredo pra ninguém que sou um grande fã do U2.

Alguma ponderações agora:

A fonte dessa notícia é o The Sun, jornal não muito confiável.

Acho muito válida a idéia de shows durante os GP's. Não deixa de ser mais um atrativo, iniciativa já adotada na Austrália para combater a falta de interesse.

Pra quem não se lembra, o Kiss encerrou as atividades em Melbourne no GP de 2008 e o The Who pintou na Terra do Cangurú este ano. Ambos com sucesso de público.

Espero que iniciativas parecidas venham ao Brasil. É complicado pagar o preço que se paga por um ingresso aqui e não ter direito a absolutamente nada... a não ser pagar 5 reais em um copo de 'cerveja'...

P.S.: se existe aqui algum outro fã de U2, acesse http://www.u2br.com/ ;)

GGOO BAND

A GGOO também tem a sua vertente musical e, desde o seu primórdio música, futebol e corrida são seus motes. Aproveitando as conversas via MSN, as expectativas para as corridas realizadas em Interlagos e tudo mais, surgiu a idéia de montar uma banda, que teria o nome desta torcida: GGOO Band.

A idéia inicial era tocar, sem compromisso algum, durante a noite na fila do setor G, onde a galera fica concentrada esperando a abertura dos portões. Infelizmente, por motivos logísticos e de energia, este projeto ficou engavetado por algum tempo.

Passado o recesso automobilístico e a possibilidade de nos reencontrarmos novamente, para ver corrida de verdade e ainda aproveitarmos o tempo livre, Jimmy sugeriu retomarmos o projeto aproveitando a sua vinda para São Paulo. Pedido feito, pedido aceito e lá fomos atrás de baterista, de guitarrista, de baixista e de cantor (a).

Enquanto os membros eram escolhidos a dedo, o repertório era montado com clássicos do Rock e canções populares na década de 80 e 90, e a música que marcou a GGOO, Concheta.

Logo após definir o repertório, a banda foi montada e dela fazem parte: Juliana (vocal), A. ROQUE (contra baixo e vocal), Dr. Roque (guitarra solo), Jimmy (guitarra base) e Felipe (bateria e vocal).

Os ensaios rolavam freneticamente, mas de modo individual, uma vez que cada um possuia um horário diferente de tempo livre, bem como a costumeira distância dificultava os acessos.

Porém, no auge da empolgação para tocarmos e gravarmos as músicas, uma bomba pairou no ar. A viagem que o Jimmy faria foi suspensa por motivos médicos. Com suspeita de dengue o seu repouso teria que ser absoluto, inviabilizando sua vinda.

Pairou a dúvida de continuarmos ou não as atividades, mas com o incentivo do Jimmy, fomos ao estúdio gravar as músicas, sem grandes expectativas. O resultado, vocês podem conferir abaixo:


GGOO Band - What's up


GGOO Band - Don't get me wrong


GGOO Band - Venus


GGOO Band - Ciúmes


GGOO Band - Stand by me


GGOO Band - Proud Mary


GGOO Band - Samba de Prelúdio (música incidental: have you ever seen the rain)


GGOO Band - Concheta

O que acharam?

segunda-feira, 27 de abril de 2009

GP DO BARHEIN: A CORRIDA

PAPO DE BAR...

Algumas pérolas faladas pelo "público" que assistia a corria na Padaria, perto do setor G:

"Mas que imagem sem graça, só tem deserto nesta pista. Aqui, quando mostram, é favela, cingapura, represa..."

FOTO DO DIA


Nelson Piquet ultrapassando Kazuki Nakajima e Mark Webber, no GP do Barhein, 2009

CARTA ABERTA: ENFIM, RESPEITO AO PÚBLICO!

Parabéns! Enfim, pensaram no público! E, com certeza, o público soube reconhecer.
Fazia tempo que Interlagos não se transformava na casa dos apaixonados por automobilismo. Fazia tempo que não se tinha comida decente e com várias opções. Fazia tempo em que as crianças não tinham atrações específicas para elas (com monitores) e outras atrações para as familias, como exposição de carrinhos, aeromodelismo, exposição e demostração de carros antigos e uma banda, tocando clássicos do Rock.

Mais do que isso, fazia tempo em que você não podia parar o carro dentro do complexo, além de todos, receberem um caderninho (como aquele que recebemos na F-1) com as informações das categorias, as equipes, os carros, o regulamento.

Junta-se tudo isso os carros na pista e o resultado é um sucesso.

Pode-se até discutir sobre a qualidade das corridas, a quantidade de pessoas ou até as poucas máquinas na pista. Mas em termos de atratividade ao público, o evento está de parabéns.

Porém, há tempos não se viam famílias reunidas para ver corrida. Há tempos não se via carros com o respectivo porta-malas abertos e o povo confraternizando, fazendo churrasco. Fazia muito tempo em que as pessoas, mesmo sem se conhecer, não falavam a respeito das corridas, não discutia uma ultrapassagem, e o mais legal: não se via, há tempos, uma criança vibrando com os carros passando, ou uma ultrapassagem sendo feita.

Parabéns à organização do evento GT, que engloba a GT3 Brasil, Trofeo Maserati e Copa Clio. Parabéns a todo o público presente.

E um muito obrigado especial aos GGOOloucos presentes: Marcos, Carola e Fernanda!

domingo, 26 de abril de 2009

GGOO BOLÃO F1 2009 - Resultados do GP Bahrein

RESULTADO OFICIAL DA CORRIDA:
Pole Position - TRULLI
Posição no Grid Aleatória (02º) - GLOCK
Volta mais rápida na corrida - TRULLI
1º colocado na corrida - BUTTON
2º colocado na corrida - VETTEL
3º colocado na corrida - TRULLI
4º colocado na corrida - HAMILTON
5º colocado na corrida - BARRICHELLO
6º colocado na corrida - RAIKKONEN
7º colocado na corrida - GLOCK
8º colocado na corrida - ALONSO

PONTUAÇÃO NO BOLÃO:
19 pontos - JIMMY
18 pontos - CIN
16 pontos - JUNIOR GOMES
15 pontos - BODIM
14 pontos - ANDRÉ ROQUE
13 pontos - ENGENHEIRO BETÃO
12 pontos - DUFF / RODRIGO CABRAL
11 pontos - A. ROQUE / ALE
10 pontos - DR. ROQUE / LUCAS ALONSO
08 pontos - CÁSSIO / VANUSA / IGOR DPN / ANGELO DUI
07 pontos - RUI LENHARI R10
06 pontos - S
05 pontos - RODRIGO PIOIO
04 pontos - WESLEY / MARCO / RUDSON K9
03 pontos - OTÁVIO
02 pontos - LITTLE LUCY / MARCELÃO
Os demais participantes não pontuaram

clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

CLASSIFICAÇÃO GERAL:
01º - 37 pontos - DUFF
02º - 34 pontos - RODRIGO PIOIO
03º - 30 pontos - A. ROQUE
04º - 28 pontos - VANUSA
05º - 27 pontos - JIMMY / JUNIOR GOMES
07º - 25 pontos - CÁSSIO / IGOR DPN
09º - 24 pontos - TIO BRUNO
10º - 23 pontos - CIN / RUI LENHARI R10 / ANDRÉ ROQUE
13º - 22 pontos - WESLEY
14º - 21 pontos - ALE
15º - 20 pontos - MARCELÃO
16º - 19 pontos - CARLOS CARIOCA
17º - 18 pontos - LEONARDO
18º - 17 pontos - ANGELO DUI
19º - 16 pontos - OTÁVIO / RODRIGO CABRAL
21º - 15 pontos - BODIM / DR. ROQUE / ENGENHEIRO BETÃO
24º - 13 pontos - MATHEUS SILVA / LUCAS ALONSO / MAURICIO PELOSO
27º - 12 pontos - THE SWAN / S
29º - 11 pontos - MARCO
30º - 10 pontos - DIOGO / GUILLHERME BAL
32º - 09 pontos - RUDSON K9
33º - 08 pontos - TIMBÓ
34º - 06 pontos - FABRICIO / RAFAEL ORLANDO
36º - 04 pontos - VALÉRIA
37º - 03 pontos - STIK10 / ELMER / DOU JUANES
40º - 02 pontos - LITTLE LUCY / XANDÃO / ROJO
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

AS APOSTAS PARA O GP DA ESPANHA JÁ ESTÃO ABERTAS,
CLIQUE AQUI E PARTICIPE!

sábado, 25 de abril de 2009

No Caminho para... Bahrein, 2009

Por vezes costumamos chamar de Barém, mais que país é este? Como todos já aproveitaram os treinos de quinta e de sexta e logo hoje cedo o oficial pela manhã, vimos a estrutura de apoio e logística aplicada neste autódromo, e mais ainda, oferecida ao público e bastores da corrida.


Este pequeno país (+- 692km²) na história teve os seus registros, aportado desde cedo por piratas e outras espécies de bandidos logo teve a cobiça por ser um conjunto de ilhas bem na região do Golfo Pérsico de importante posição geográfica. Persas, Portugueses e britânicos tiveram a ilha como comércio de troca e barganha. Na área tem vizinhos indigestos como: Irã (pelo mar), Qatar (brasileiros por lá jogando) e Arábia Saudita (e mais brazucas por lá). Regido por uma monarquia, com conselhos legislativo (consultivo 40 membros e representante) o Rei Hamad bin Isa Al Khalifa manda e desmanda no pedaço (desde 1971), com seus “dinares” (moeda local) no primeiro-ministro (Khalifa bin Salman Ali Khalifa) e no todo o gabinete, diga-se um cabide descarado de emprego: Toda a Família empregada!








A população é composta por 62,4% Bahrani e 37,6% de estrangeiros, deles 81,2% muçulmanos, 9% de cristãos e 9,8% de outras religiões. Na religião o bicho pega: Muçulmanos sunitas e xiitas 81.2%, 9% cristãos e outros 9.8%. Falando um pouco tem–se: Árabe (oficial), Inglês, Farsi e Urdu.


Economicamente vive do petróleo e suas manufaturas (incluindo alumíneo), como empresas de pontas nesta área. Sistema de transporte desenvolvido e voltado para exportação do petróleo, dando ao luxo de processar todo o petróleo da Arábia Saudita em suas ilhas. Esta é a alavanca que move este pequeno tigre no meio do deserto, Petróleo: responde a aproximadamente por 60% das exportações, 60% dos rendimentos do governo local e 30% do PIB.

Na agricultura, ficaram expertos e desistiram de esperar água dos deuses, aproveitam as águas subterrâneas para a prática de algumas horticulturas. Algo em torno de 200 espécie de vegetais cultivados, mais a pesca e o cultivo de perólas economicamente vão alavancando o comércio regional. A deterioração dos lençóis subterrâneos de água e o desemprego entre os jovens, compõem as principais preocupações nacionais a longo prazo. Sem falar da porção de 2,82% de terra cultivável.

Com clima árido, acima de 28 graus no verão e moderadas no inverno em média 21 graus. Os pilotos literalmente são assados no dentro do F1. É deserto mesmo!!! porções minúsculas de grão de areia podem fazer a diferença nos carros, tempestades de areia e por vezes várias vezes no dia vai tornando o clima deste país inóspito aos ocidentais e europeus.

Desastres Naturais ronda estas terras, como: Secas periódicas e tempestades de areia. Desertificação resultante da degradação das terras aráveis limitadas, os períodos de seca, poeira e tempestades; costeiras degradadas (danos causados às zonas costeiras, recifes de corais, mar e vegetação), resultante de derrames de petróleo e outras descargas de grandes petroleiros, refinarias de petróleo, distribuição e estações; falta de recursos de água doce (águas subterrâneas e de água do mar são as únicas fontes de água para todas as necessidades).

Na ganância do petróleo: Acordos internacionais assinados, mas não ratificados: Biodiversidade, Mudanças Climáticas, Alterações Climáticas, Protocolo de Kyoto, desertificação, resíduos perigosos, o Direito do Mar, Proteção da Camada de Ozônio, Zonas úmidas. O Rei por lá, não quer saber de nada disto, e a Fórmula 1, o que pensa disto?

Qual Caminho pra lá? de avião partindo com a Gulf Air, desde Londres a outras regiões próximas. Vai de carro? somente via Arábia Saudita (várias empreiteiras nacionais traçaram a maior parte das estradas neste deserto). Na capital, Manama, utilizar táxi tem que ser na base da pechincha, parece com os daqui do Rio, tem taxímetro e dizem que não funciona – acabou de quebrar! Espertos não! De ônibus por lá, esqueça deles, nem a FIA conseguiu dar jeito no transporte para o evento da F1..daí o vasto estacionamento no autódromo para tal finalidade..por este motivo.

Curiosidade mesmo é o serviço de alfaiates, produzem qualquer tipo de peça com vários tipos de tecidos, jóias com diamantes, cristais são outro pedida. São loucos por relógios..cada um com sua maluquice! Em locais públicos, ande de calças e não de bermudas; mulheres devem andar de saião. Em clubes de praia e hotéis pode-se usar roupa de banho. Não demonstre afeição ao sexo oposto em público: casais se beijando tem sido presos nessa situação não aceita socialmente. Entretanto, homens são freqüentemente vistos em público abraçando-se e beijando-se entre si, e mulheres podem andar de mãos dadas. Isso não denota homossexualidade, apenas um costume. Evite qualquer confrontação e nunca polemize a situação. Quase de vez em quando acontece aqueles arranca rabos por lá, pequenas manifestações, coisa do tipo dos outros países da região..capitão Nascimento por lá tem vários seguidores.



O autódromo de Sakhir é recente, começou a utilizado em 2004, com título de ser o mais seguro da categoria. Estourando a tradicional champanhe não-alcoólica conhecida como Waard pela 1ª vez foi Schumacher (2004), seguido por Alonso (05/06) e Massa (07/08). Ano passado Kubica largou na frente e não levou o caneco, deixo pro Massa! Diferente mesmo foi a melhor volta feita por Kovalainen, nem bebendo Red Bull se explica este feito!

O que veremos logo pela manhã, corrida sem chuva, pneus estourandos e piloto batendo o cinto. Há..mais e a desculpa, qual será? O calor! Até mais, e volto já no próximo GP da Espanha!


Fonte: Wikimedia, WikiPedia, WikiTravel e ArabesQ

sexta-feira, 24 de abril de 2009

COLUNA DO ROQUE: SONHOS DE UM CAMPEONATO PERFEITO - INTERLAGOS (VELHO)

29 de janeiro, uma data sem motivos de comemoração aparente para alguns, motivo de festa para milhares de pessoas que se encontravam em Interlagos naquele dia quente.

Passados 3 dias entre barracas, mato não carpido, comida fria e muita diversão o povo se reunia no final do retão fazendo um barulho ensurdecedor e animando todos que estavam com sono.

Começava a temporada dos sonhos. O campeonato perfeito, em uma das pistas mais seletivas do mundial: Interlagos. Com suas curvas, retas, subidas e descidas desafiava o brio dos pilotos pelas melhores voltas.

A disputa começou quente pela pole position entre a dupla da Lotus: Jim Clark e Emerson Fittipaldi, Ayrton Senna na Mclaren e Ingo Hoffman na Fittipaldi, o que não era surpresa para a multidão. Os favoritos do público estavam disputando as melhores posições. No final do treino, pelos gritos da multidão, a pole ficou com Ayrton Senna, com Emerson Fittipaldi em segundo e Ingor Hoffman em terceiro. A festa estava preparada.

No meio do pelotão outras disputas interessantes entre Schumacher, Villeneuve, Alonso, Mansell e Barrichello. O final do grid era disputado volta a volta entre Boutsen, Martini e Damon Hill, cabendo ao piloto italiano a honrosa última posição.

A corrida seria longa e desgastante. Foram programadas 72 voltas, quase duas horas de corrida, um desafio físico para pilotos e equipamentos.

Enquanto não chega a hora da largada alguns pilotos estão tensos, outros muito descontraídos. Peterson brincava com todos, acompanhado de Villeneuve e Martini. Prost, o mais sisudo de todos, ficava só olhando, emburrado.

É hora de largar. A esquadrilha da fumaça passa sobre o autódromo com o aviso de ligar os motores. A platéia vibra, os motores são acionados, a partir de agora todos os olhos do mundo estão voltados para a pista.

Os carros alinham. Sinal vermelho. Sinal verde. Eles partem levantando muita fumaça. Na entrada da curva 1, Senna permanece em primeiro, com Ingo em segundo, Emerson em terceiro, Prost em quarto, Alonso em quinto, Barrichello em sexto, Mansell em sétimo, Schumacher em 8º, Stewart em 9º e Piquet em 10º. Villeneuve passa direto entre a curva um e a dois e bate, levando consigo Christian Fittipaldi.

As voltas são completadas e a disputa pelo primeiro lugar fica embolada. Senna tem problemas de câmbio após 20 voltas, mas se mantém na frente. Ingo, ao tentar se aproximar de Senna erra na curva três e deixa Schumacher passar. O alemão vinha assumindo riscos desnecessários, mas era recompensado com grandes ultrapassagens. Prost vinha em quarto e Emerson em quinto.

Vigésima segunda volta, começam as paradas nos boxes. Senna é o primeiro. Seu carro fica parado ao sairo, engasga, os mecânicos empurram e depois de um longo tempo ele volta. Parece que seu problema é na primeira marcha. Logo em seguida vem Schumacher que faz um pit stop perfeito, mas é atrapalhado ao sair dos boxes com a chegada do carro de Moreno. Os dois quase batem, mas o alemão volta em terceiro atrás de Prost e Emerson que não pararam. Em quinto vem Piquet, em sexto Senna e em sétimo Jackie Stewart.

Mais vinte voltas são completadas, Senna começa a recuperação. Ultrapassa Piquet e se aproxima perigosamente de Emerson que havia parado um pouco antes. Schumacher é o líder, com Prost em segundo.

O calor começa a fazer suas vítimas e o primeiro carro a abandonar por falha mecânica é justamente a Ferrari de Schumacher, na subida da junção. A torcida vibra e começa, a cada instante a secar Alain Prost, que já não tem o mesmo rendimento. Senna, com problemas de câmbio cada vez mais crônicos consegue se aproximar. Mas é cada vez mais pressionado por Fittipaldi.

Faltam 10 voltas. Os pneus parecem que não vão aguentar. Muitos carros se arrastam na pista. Emerson passa Senna. Faltam 2 voltas. Apreensão no ar. A diferença para Prost é de 15 segundos. Começa a última volta. Um sinal, uma fumaça e o motor de Prost não aguenta.

Mesmo assim ele vai levando o carro até onde dá. Ele se aproxima da junção, Emerson encosta. Começa a subida da reta dos boxes, o carro de Prost vai lento, Emerson espera, tem paciência. Na curva do café o carro do piloto francês para de vez. Emerson passa e ganha a corrida. Senna, se arrastando, completa em segundo. Festa na torcida. Clark completa o pódio.

Depois deste dia, Interlagos nunca mais vai ser a mesma...sempre, quem esteve lá, se lembrará como um dia dos mais emocionantes da história da F-1. Começava, disputado, aquele que seria o campeonato perfeito.

GGOO MEMÓRIA: GP DO BAHREIN 2006

Esta corrida representou a primeira corrida de Felipe Massa na Ferrari e a primeira de Barrichello na Honda, porém o maior duelo ficou entre Michael Schumacher e Fernando Alonso. Eletrizante. Fantástico.

BRAWN GP: Rubens' China Diary

Muito legal como a Brawn GP tem feito os reports das corridas disputadas. Por meio do Youtube, seus pilotos relatam o seu diário, contando, sob a sua ótica, como foi a corrida.

Então, apartir de agora, todos os diários de bordo de Rubens Barrichello serão publicados neste modesto espaço. Começamos com a corrida da China:



Aproveitem!

DÚVIDAS!

Para que a Ferrari e a BMW encararam as tempestades de areia na pré-temporada? Para que andar mais (em quilometragem) do que a Toyota, se na hora do vamos ver, o carro fica em penúltimo?

Aguardando as justificativas oficiais

AO VIVO: TREINOS LIVRES DO GP DO BARHEIN

Acompanhe aqui, ao vivo, os treinos livres do GP do Barhein de F-1:

Watch live video from Dimoni Racing on Justin.tv

[OFF] O AMOR!!!

O amor está solto no ar!!!
Sim, é o que tem acontecido ultimamente, pelo menos aqui pelos lados da GGOO.
É GGOOlove daqui, GGOOlove dali, então resolvi falar um pouco disso.
Na realidade, um teste infalível, chamado "teste do verdadeiro amor".

Para você saber quem te ama de verdade, faça o seguinte teste:

1º - Tranque teu cachorro e tua mulher no porta-malas do carro;

2º - Aguarde exatamente uma hora (uma hora mesmo, senão o teste não dá certo);

3º - Abra o porta-malas do carro;

4º - Veja quem estará feliz em te ver novamente.

O resultado é impressionante!!!!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

PITACOS DO GP DO BARHEIN

Quinta feira, dia de evocar os pais de Santo para mais uma série de pitacos. Sem muitas delongas, os pitacos para o GP Barenita são:

Treino:

1 - Trulli
2 - Barrichello
3 - Button
4 - Vettel
5 - Alonso
6 - Webber
7 - Glock
8 - Hamilton
9 - Rosberg
10 - Kimi

Corrida:

1 - Barrichello
2 - Trulli
3 - Vettel
4 - Button
5 - Alonso
6 - Hamilton
7 - Webber
8 - Glock

Depois, me cobrem!

SAKHIR BY GGOO

Nos Estados Confederados da Mooca, o povo também trabalha, por conta disso o Rodrigo Moconauta nos enviou, via email, nossa volta virtual a bordo do já querido e esperado GGOO Car:



Aproveitem, sem moderação!

DESESPERO À VISTA?

Kimi não utilizará o Kers na sexta. Massa, sim.

A idéia é comparar um carro com o outro.

Existe hoje, na F-1, equipe mais perdida?

LE MANS E OS TALENTOS BRASILEIROS

A prova de Le Mans é daquelas provas que o mundo pára para ver. Junto com Mônaco, Indianápolis e Daytona forma o quadrilátero da velocidade mundial.

A prova deste ano, em especial, chamará a atenção dos brasileiros pelo fato dos maiores talentos da nova geração vislumbrarem a chance de participar da corrida que tem 24h de duração.

O paparicado Bruno Senna busca manter a forma pilotando na Le Mans series, aproveitando as oportunidades para se oferecer à F-1. Vira e mexe seu nome é lembrado, mas suas ações, parecem o afastar dos seus objetivos.

Já o "mineirinho" Lucas di Grassi, sem nome, sem tanta mídia envolvida, vai se colocando, cada vez mais, perto da F-1. Primeiro por aceitar participar novamente da GP2, depois por ficar quieto quando era necessário, se afastar e por fim, contar com os maus desempenhos de Nelson Piquet para ser chamado para ser o novo test drive da Renault.

Com a proibição dos testes, esta decisão de voltar a Renault mostra o seu poder político bem como uma pressão para que as coisas se desenrolem. Se seguirmos a tendência, caso Nelson Piquet saia da equipe, ao invés de Grosjean, Di Grassi entraria.

E enquanto isso, para nos acostumarmos com os novos talentos brasileiros, temos a chance de ver tanto Bruno quanto Lucas, na Le mans..

quarta-feira, 22 de abril de 2009

PIQUET X DI GRASSI X GROSJEAN

A bomba do dia recai sobre Nelson Piquet. O filho do Nelsão está na corda bamba. Com atuações desastrosas desde o ano de estréia, Piquet corre o risco de ficar desempregado após o mês de Julho.

De acordo com o site Grande Prêmio, julho é o prazo máximo para Little Piquet tomar jeito, colocar a cabeça no lugar e marcar pontos. O máximo possível.

Acho pouco provável que consiga e ai entram os pilotos de teste. Grosjean, em tese, é o favorito, parece que ficou para trás com o anúncio de que Lucas Di Grassil assinou contrato para ser piloto de testes.

O momento é de espera, angústia e expectativa. Um sairá vencedor, dois perdedores.

Para Nelsinho, a dor da derrota seria a mais sentida.

MAIS UM BRASILEIRINHO...

Felipe Massa reclama da vida, do time, da sorte...

Deja vu à vista?

LOLA DE VOLTA?

A conjuntura econômica, os novos padrões impostos pela F-1. Os novos desafios de se colocar um F-1 denovo em ação fizeram a Lola pensar em novo modelo para a categoria já em 2010.

Dos tempos áureos, fica a lembrança, como o vídeo abaixo, comemorando os seus 50 anos:


Esquecendo, obviamente, do carro que não largou em 1997, com Ricardo Rosset.

Fica no ar, a Lola entraria na F-1 por meio da USGP?

Cartas para redação!

FOTO DO DIA


Timo Glock - Barhein, 2008

CRÔNICAS DO GP: CHINA 2009

Era uma vez um jovem menino que adorava correr na chuva, corria pra lá e prá cá, inspirado em seu ídolo alemão. Enquanto isso, um velho, dito quase aposentado, que também adora chuva, torcia para que a chuva fosse pouca.

O inglês, com nome estranho, não queria nada com nada, o importante para ele, era chegar e marcar pontos. Além deles, muitos outros corriam atrás dos seus primeiros pontos desesperadamente.

Assim como jogar bola na chuva, o jovem menino fez questão de desobedecer os conselhos dos mais velhos e, ao invés de andar devagar, corria, corria, corria, corria numa imensidão sem fim.

Os mais velhos remavam, rodavam, corriam atrás, aquaplanavam nas poças de água, batiam, voltavam, perdiam posições. Todos queriam dar o seu show. Nas arquibancadas o povo ria, na TV o locutor bradava aos quatro cantos que era o dia.

Além das peripécias dos aqualoucos que andavam na frente, como em todo bom circo devem fazer parte do show, os palhaços. Estes palhaços tem a função de entreter o público para as suas atrapalhadas. Um dos palhados, rodou seis vezes, passou um carro outras quatro. Outro palhaço, quis participar do trapézio, montando em cima de outro companheiro, depois andando com o bico torto. Nada poderia ser mais engraçado.

Até aparecer o palhaço de nº 8. O campeão de risos. Fez de tudo para alegrar e entreter o público, rodou, bateu, rodou denovo, atroplou as placas, caiu do cavalo. Se divertiu.

Em um dia de circo como vimos, o importante é chegar no final. Perder por poucos metros, rodopiar como se fosse um peão, não contribui para o bom andamento do espetáculo, apesar de ser engraçado e divertido.

Na hora séria do show, o espetáculo final ficou por conta do jovem menino, do austero australiano sem bunda e daquele inglês que não queria nada com nada, apenas marcar pontos. Do velho, apenas uma prova sem brilho.

Assim, fica a lição, na chuva, siga os mais jovens...eles indicarão o caminho da glória.

OFF(ZÃO) - OS OCTOGÊMEOS

Alguém filmou o parto daquela americana que teve oito gêmeos.
Incrível!
Aliás, é impressionante como sempre tem alguém filmando tudo o que acontece hoje em dia. Esse nascimento não foi exceção...
Vejam com que perícia foi realizado o parto e preparou-se um ambiente ergonomicamente familiar, sem falar na logística para acolher os bebês. Impressionante!

terça-feira, 21 de abril de 2009

OU VAI OU RACHA!

Para Piquet, que ganha um novo difusor no Bahrein e, mais do que nunca, tem que mostrar serviço.

Para a Ferrari, que precisa marcar pontos urgentemente, mesmo antes da evolução do carro, senão é só pensar em 2010.

Para Bourdais, que mais uma vez diz que não se adaptou ao carro. Certamente, os leitores vão se lembrar dos comentários do Rubinho na época da Ferrari, mas, mesmo assim ele andava e marcava pontos...

Para Fisichella, que...bom, é um ex-piloto em pseudo atividade.

E, por fim, para Bruno Senna, que mais uma vez largou mão de tudo e espera que seja chamado para a vaga de qualquer um destes pilotos que citamos acima...

Bom feriado a todos, volto a qualquer hora (depois do dentista)!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

GGOO BOLÃO F1 2009 - Resultados do GP China

RESULTADO OFICIAL DA CORRIDA:
Pole Position - VETTEL
Posição no Grid Aleatória (20º) - FISICHELLA
Volta mais rápida na corrida - BARRICHELLO
1º colocado na corrida - VETTEL
2º colocado na corrida - WEBBER
3º colocado na corrida - BUTTON
4º colocado na corrida - BARRICHELLO
5º colocado na corrida - KOVALAINEN
6º colocado na corrida - HAMILTON
7º colocado na corrida - GLOCK
8º colocado na corrida - BUEMI


PONTUAÇÃO NO BOLÃO:
19 pontos - CARLOS CARIOCA
14 pontos - A. ROQUE
11 pontos - RUI LENHARI R10 / IGOR DPN
10 pontos - ALE
08 pontos - CÁSSIO / MAURICIO PELOSO / JUNIOR GOMES
07 pontos - VANUSA
06 pontos - FABRICIO / MARCO / RAFAEL ORLANDO
05 pontos - JIMMY / CIN / LEONARDO / TIO BRUNO / S / MARCELÃO / RODRIGO PIOIO / GUILHERME BAL / RUDSON K9 / ANDRÉ ROQUE
04 pontos - DIOGO / VALÉRIA
03 pontos - OTÁVIO
Os demais participantes não pontuaram
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

CLASSIFICAÇÃO GERAL:

01º - 29 pontos - RODRIGO PIOIO
02º - 25 pontos - DUFF
03º - 24 pontos - TIO BRUNO
04º - 20 pontos - VANUSA
05º - 19 pontos - CARLOS CARIOCA / A. ROQUE
07º - 18 pontos - WESLEY / LEONARDO / MARCELÃO
10º - 17 pontos - CÁSSIO / IGOR DPN
12º - 16 pontos - RUI LENHARI R10
13º - 13 pontos - OTÁVIO / MATHEUS SILVA / MAURICIO PELOSO
16º - 12 pontos - THE SWAN
17º - 11 pontos - JUNIOR GOMES
18º - 10 pontos - DIOGO / ALE / GUILHERME BAL
21º - 09 pontos - ANGELO DUI / ANDRÉ ROQUE
23º - 08 pontos - JIMMY / TIMBÓ
25º - 07 pontos - MARCO
26º - 06 pontos - FABRICIO / S / RAFAEL ORLANDO
29º - 05 pontos - CIN / DR. ROQUE / RUDSON K9
32º - 04 pontos - RODRIGO CABRAL / VALÉRIA
34º - 03 pontos - STIK10 / ELMER / LUCAS ALONSO / DOU JUANES
38º - 02 pontos - ENGENHEIRO BETÃO / XANDÃO / ROJO

clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

AS APOSTAS PARA O GP DO BAHREIN JÁ ESTÃO ABERTAS,
CLIQUE AQUI E PARTICIPE!

GP DA CHINA: A CORRIDA

FRASE DO DIA...

"Jesus Cristo, foi uma prova muito, muito ruim. Eu entendo se você rodar uma vez, mas foi um tipo de concurso: quanto mais você roda, mais pontos você soma."
Flávio Briatore

FATOS E FATORES...

Dentre os pilotos que iniciaram a temporada de 2009, o que mais surpreendeu pela presença foi Rubens Barrichello, que muitos, o consideravam aposentado e acabado para a F-1. Quem sobrou nesta história toda foi Bruno Senna, como sabemos.

Começou o ano e, após 3 corridas, Barrichello é o vice-colocado no campeonato. Tá certo que ainda não ganhou, mas está lá, em segundo lugar.

Hoje, conforme a agência alemã SID (publicado no site Grande Prêmio), o nome de Barrichello foi alvo de uma possível troca com Bruno Senna.

Pera ai, vamos pensar com calma. O que leva uma equipe (ou uma montadora, como a Mercedes), mandar embora, caso seja verdade, o vice-colocado no campeonato?

Por que, ao invés de mexer no time vencedor, não mexe nas equipes onde realmente os segundos pilotos não estão fazendo nada, tais como Force India e Mclaren. Esta não seria a atitude mais lógica?

Uma coisa é Bruno Senna desejar correr. O que é fato é notório após a sua desistência da DTM, outra é quererem eliminar um piloto que vem fazendo um campeonato bom, apesar de tudo, ao invés de olhar para quem está fazendo campeonatos medíocres, e estes nomes são fáceis de serem citados, tais como: Fisichella, Bourdais, Nelson Piquet, Kovalainen, Nakajima...

Mais uma vez, prestamo-nos aos serviços do desjornalismo, em prol de boatos, sonhos e ideais de alguns, sem a mínima verificação das fontes.

Que jornalismo é este, o alemão?

domingo, 19 de abril de 2009

GGOO GT3

GGOO GT3
Dia 26/04 - Interlagos

Informações gerais:
INGRESSOS:
ARQUIBANCADAS: R$ 20,00 (estudantes pagam meia)
Acomodação nas arquibancadas A e M (circulação livre).
Válido para o sábado e para o Domingo.

ESTACIONAMENTO INTERNO - R$ 15,00
Estacionamento no setor A das arquibancadas, com seguro incluído.
Não incluído no valor do ingresso, pagamento no local.

CREDENCIAL DE ACESSO E VISITAÇÃO AOS BOXES – R$ 65,00
Credencial válida como ingresso, para o sábado e para o domingo.

CAMAROTE GT BRASIL – R$ 150,00

CAMAROTE V.I.P. – R$ 350,00

Venda de Ingressos antecipados: http://www.gt3.com.br/imprensa/noticia/postos_de_venda_de_ingressos_antecipados_244

Programação:
Domingo, 26 de abril
08h00 – Início do treino de aquecimento das três categorias
08h50 – Formação do grid da Copa Renault Clio
09h10 – Largada – Copa Renault Clio
10h00 – Visitação aos boxes
10h00 – Atividades especiais *
11h35 – Formação do grid do Itaipava GT3 Brasil
11h50 – Hino Nacional
12h00 – Largada do Itaivapa GT3 Brasil
13h35 - Formação do grid do Itaipava Trofeo Maserati
14h00 – Largada do Itaipava Trofeo Maserati

* Desfile de motos e carros antigos, exibição dos shows, visitação aos boxes, shows aéreos (aviões e paramotores), etc.

FOTO DO DIA

A foto não poderia ser outra. Vettel e Webber na primeira vitória da Red Bull, na primeira dobradinha da equipe.



E estamos vendo a história ser escrita...

sábado, 18 de abril de 2009

RBR - O SEGREDO REVELADO

Sem o KERS e sem o "felomenal" e polêmico difusor, coube a RBR buscar novas alternativas aerodinâmicas para melhorar o desempenho dos carros, que não estava assim tão mal.
Pelo vídeo, podemos perceber que estão dando ênfase no fluxo de ar que passa na parte inferior dos carros, uma tônica nos novos pacotes aerodinâmicos desta temporada, mas como o túnel de vento está proibido, tiveram que improvisar.
Só não consegui identificar pelo capacete, se é o Webber ou o Vettel.
Feito por um funcionário da equipe, o fato é que o vídeo dos testes secretos vazou, e mostramos aqui em primeira mão.
Tá explicado porque eles voaram baixo nos treinos de hoje!!
Enjoy!


O PESO NAS COSTAS DE CADA UM....

Supreendente e fantástico estes treinos para o GP da China. Mudanças, alterações, surpresas, erros e a primeira pole de uma equipe.

Vettel, Alonso, Webber e Rubens...fizeram as suas escolhas para justificar os seus resultados, e as escolhas foram estas:

1 - Sebastian Vettel - 644.0 kg
2 - Fernando Alonso - 637.0
3 - Mark Webber - 646.5
4 - Rubens Barrichello - 661.0
5 - Jenson Button - 659.0
6 - Jarno Trulli - 664.5
7 - Nico Rosberg - 650.5
8 - Kimi Raikkonen - 673.5
9 - Lewis Hamilton - 679.0
10 - Sébastien Buemi - 673.0
11 - Nick Heidfeld - 679.0
12 - Heikki Kovalainen - 697.0
13 - Felipe Massa - 690.0
14 - Kazuki Nakajima - 682.7
15 - Sébastien Bourdais - 690.0
16 - Nelson Piquet - 697.9
17 - Robert Kubica - 659.0
18 - Adrian Sutil - 648.0
19 - Timo Glock - 652.0
20 - Giancarlo Fisichella - 679.5

Pit stop (possíveis), dica das meninas do Octeto Racing Team:

Alonso - 637 - 32 kilos - parada na volta 12
Vettel - 644 - 39 kilos - parada na volta 15
Webber - 646.5 - 41,5 kilos - parada na volta 16
Rosberg - 650.5 - 45,5 kilos - parada na volta 17
Button - 659 - 54 kilos - parada na volta 20
Barrichello - 661 - 56 kilos - parada na volta 22
Trulli - 664.5 - 59,5 kilos - parada na volta 23
Raikkonen - 673.5 - 68,5 kilos - parada na volta 26
Hamilton - 679 - 74 kilos - parada na volta 28

LIVRE!

Acusações, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal. Todas estas foram as acusações contra Helio Castro Neves.

Muitos temiam o pior e uma grande pena, baseados em fatos históricos. Mas, como já dissemos, o mundo da voltas e o juri achou que faltava provas à acusação.

O resultado: Livre!

Que volte a correr, Hélio, tomando o máximo cuidado com as evasões de divisa!

sexta-feira, 17 de abril de 2009

[OFF] A "YOGA" DO KIMI

NA ÍNDIA:
20 anos de muito exercício mental, jejum, abstinência, mantras, concentração, meditação... para total domínio do corpo, como mostra o grande avatar BRAHTIWA THOWBINDO RUHWNANDA.
NO BRASIL:
1 hora num boteco bebendo pinga, relaxamento ao ar livre, alimentação frugal (só tira-gosto), para total "relaxamento" do corpo... como demonstrado pelo grande "VODKA MAN".
Ambos os sistemas de elevação superior, acabam produzindo os mesmos resultados...

CONTRA FOTOS, NÃO HÁ ARGUMENTOS!
(Será que é por isso que ele adora vir ao Brasil??)

COLUNA DO ROQUE: SONHOS DE UM CAMPEONATO PERFEITO

Um campeonato perfeito é composto por aquelas melhores equipes, que contém os melhores pilotos e correm nas melhores pistas. Uma equação difícil de se fazer, afinal todos tem seus pilotos favoritos e são, ainda bem, discordantes uns aos outros.

No meu campeonato perfeito, participariam as seguintes equipes e pilotos:

Ferrari - Michael Schumacher/ Gilles Villeneuve
Mclaren - Ayrton Senna/ Alain Prost
Williams - Nelson Piquet/ Niguel Mansell
Lotus - Jim Clark/ Emerson Fittipaldi
Brabham - José Carlos Pace/ Carlos Reuteman
Mercedes - J. M. Fangio/ Lewis Hamilton
Renault - Fernando Alonso/ Renê Arnoux
Ligier - Laffite/ Mario Andretti
Tyrrell - Roberto Moreno/ Ronnie Peterson
Minardi - Christian Fittipaldi/ Perluigi Martini
Arrows - Damon Hill/ Gehard Berger
Jordan - Thierry Boutsen/ Kimi Raikkonen
Stewart - Felipe Massa/ Jackie Stewart
Fittipaldi - Rubens Barrichello/ Ingo Hoffman

A pontuação seria para os 6 primeiros e valeria: 10, 6, 4, 3, 2, 1.

E teria as seguintes pistas, com um os respectivos vencedores:

Interlagos (velho)

Indianapolis

Kayalami

A1 Ring

Spa

Hockenhein (velho)

Silverstone (velho)

Monaco

Paul Ricard:
Dijon
Monza
Estoril
Jerez
Nurburgring (velho)
Suzuka
Adelaide

Grandes pistas, grandes pilotos, sem politicagem...e muita emoção.

Na próxima coluna a explicação de cada corrida e o respectivo campeão.

GGOO MEMÓRIA: GP DA CHINA 2005



Vídeo da conquista da corrida de 2005, GP que deu o título de construtores de 2005 para a Renault, com direito a Alonso puxando o coro da vitória. Nesta corrida, nenhuma Ferrari terminou a prova e Felipe Massa, ficou em 6º. Kimi e Ralf Schumacher completaram o pódio.

A PRIMEIRA VEZ, NUNCA ESQUECEMOS...

Hoje, 17 de Abril, será lembrado como o dia da primeira vez de Barrichello. Naquele fatídico ano de 1994, no dia 17 de Abril, em Aida no Japão, ele subia pela primeira vez no pódio.

"Naquela semana, ainda, nos encontramos na Disney de Tóquio, e tenho uma memória boa daquele cenário todo. Larguei em quinto, o Hakkinen bateu no Senna na largada e tive pista livre. Cheguei a ser segundo, mas caí para terceiro. Quem venceu foi o Michael Schumacher, com o Gerhard Berger em segundo."

"Aquele domingo foi uma coisa muito especial. Aida era no fim do mundo e não tinha nada. Depois da corrida, chegou um copo de champagne, que o Senna havia mandado. Isso aconteceu uma semana e meia antes de ele falecer e, para mim, esta é a melhor recordação", destacou ao Tazio.

As sambadinhas, a partir de então, ficaram pra sempre registradas. O sorriso de alegria, foi contagiante.

E, como é bom comemorar, vamos relembrar aquela corrida:



A primeira sambadinha, agente nunca esquece!

BRAWN VAI DE MIG!

Lembram deste post?

Pois bem...não estava delirando, nem imaginando coisas...muito menos vendo cores onde não existiam, pois a Brawn GP anunciou mais um patrocínio durante o GP da China, MIG.

Assim, o bico do carro e as aletas laterais do bico levam o adesivo desta corretora suiça de mercado financeiro cambial.


E não é que este detalhe no bico, ficou legal...

A MENSAGEM (BELA) DA FERRARI



Singela homenagem da Ferrari às vitimas dos terremotos em Abruzzo, região central da Itália e terra de Jarno Trulli.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

PITACOS DA CHINA

Apesar do título deste post ser uma boa inspiração para nome de novela, a intenção é apenas usar a imaginação para tentar advinhar, sem truques, os resultados dos treinos e corrida.

Assim, antes dos treinos, antes de qualquer reviravolta e sem punições prévias, como aconteceu no GP da Malásia, os pitacos para o GP Chinês são os seguintes:

Treino:

1 - Trulli
2 - Barrichello
3 - Button
4 - Rosberg
5 - Glock
6 - Alonso
7 - Vettel
8 - Kubica
9 - Webber
10 - Raikkonen

Na corrida, os pitacos são os seguintes:

1 - Barrichello
2 - Alonso
3 - Button
4 - Trulli
5 - Vettel
6 - Massa
7 - Glock
8 - Kubica

Cartas para redação!

SHANGHAI BY GGOO

Mais um final de semana de corrida, mais um dia de GGOO Car na pista!!! Dessa vez no circuito de Shanghai.

Um circuito bem desafiador já que tem curvas de todos os tipos: abertas, fechadas, de curta, média e altissima velocidade. Isso sem contar as duas retas imensas!!! É bem divertida essa pista. No meu ponto de vista, acho que os pilotos não tem do que reclamar.

Sem mais delongas, com vocês, China In Boxes!!!


FRASES DO DIA

"Aqui o desafio não é a temperatura, é o pneu. A pista da Austrália não tem aderência, é mais de baixa; já, aqui, as curvas são de alta, longas. Os pneus moles não devem durar mais de uma volta".
Nelson Piquet Jr.
"Trouxeram um pneu aqui que deixa o carro cinco segundos mais lento, o que torna a prova mais atrativa para a televisão e o público. Agora, precisamos entender quem quer isso, a Bridgestone ou a FIA, pois o carro deixa de ser um F-1".
Rubens Barrichello

BEM ME KERS, MAL ME KERS

A Ferrari decidiu: Não corre de Kers na China. Com zero pontos no campeonato, busca pelo menos alguma velocidade associada a confiabilidade para tentar marcar alguns pontos.

Já pelo lado da Renault, uma frase emblemática de Nelson Piquet: ""Não estou em posição confortável. Estou sob pressão. O [Fernando] Alonso é o número um, mas a equipe nunca me daria um carro ruim de propósito".

A fase anda negra...

quarta-feira, 15 de abril de 2009

BRAWN DE CORES NOVAS?



Preto, Amarelo (grifa texto), Branco, Azul e Verde...em foto tirada hoje, na China.

Está pintando um novo desenho no carro da Brawn ou seria um novo patrocinador?

FOTO DO DIA



C. Albers (Minardi) - GP da China, 2005

TONY 100!

Neste domingo Tony Kanaan completa 100 provas na F-Indy e, como forma de homenageá-lo, relembramos a sua primeira vitória, na mais lembrada narração de Teo José:

OS IMPACTOS DA LEGALIDADE

Agora que todos já comemoraram a informação de que os difusores são legais. Agora que todos verão um campeonato novo...analisaremos os impactos desta decisão nas equipes e nos pilotos.


Na Ferrari a ordem é correr atrás, depois de um início de ano desastroso como há tempos não se via, mudou-se a estrutura interna, ordens fortes foram dadas e o que se espera é uma reação. Contava com a proibição dos tais difusores, mas como ela não veio, possivelmente terás que construir um novo chassi, assim como havia feito em 1996. A pergunta que fica é, será que vai dar tempo? Dificilmente.


Na Mclaren as coisas andam feias. Mentiras, deturpações, falsidades ideológicas jogam por terra toda a imagem imaculada que tinha na época de Senna e Prost ou até de Mika e Coulthard. Se perdeu ao tentar levar a lei de Gerson (a de levar vantagem em tudo) ao pé da letra. Terá que correr contra o prejuízo moral, para depois se concentrar no carro. A temporada foi jogada fora.


A Renault, das sem difusor, é quem mais se aproxima de fazer um novo dispositivo mandraque a ponto de correr na China com tal peça. Apesar de um mal começo, espera-se uma boa evolução do carro, pena que conta só com um piloto.


A Red Bull é o melhor carro daqueles que não tem nem Kers nem Difusor. Vai continuar incomodando, pode ganhar uma corrida ou outra, mas ficará mais na mídia pelo seu marketing do que pelas suas vitórias. Será que consegue refazer um difusor?


Toro Rosso, se as coisas estão boas para a irmã mais velha, para a segunda equipe dos energéticos as coisas estão feias. Falta estrutura, piloto e dinheiro. Correrá para trás apartir de agora.


A Force India vai no embalo da Mclaren. Se a matriz não se desenvolve, a filial também não sairá do lugar. Falta estrutura para se fazer um carro bem feito, falta velocidade, pilotos e dinheiros. Continuará disputando as últimas vagas no grid com a Toro Rosso.


A BMW foi a equipe que mais testou o Kers, em contra partida seu carro é lento mas constante. Tem determinação e força (além de dinheiro) para ressurgir. Está no mesmo nível da Ferrari e consequentemente, vive o mesmo dilema. Vale a pena ainda investir nesta temporada?


Já a turma do difusor, começamos com a Toyota que tem um bom carro, mas como a Renault, faltam pilotos aptos para dar aquele passo a mais que separam equipes medíocres das equipes vitoriosas. Baterá na trave várias vezes e, com a evolução das demais, não deverá fazer muito mais do que fez até agora.


A Williams é outra que tem um carros constante, mas peca pela falta de dinheiro. Talvez, com os resultados obtidos até agora, consiga algum patrocinador para a equipe. Consequentemente, conseguirá mais desenvolvimento podendo, se a Brawn deixar, ganhar até algumas corridas.


Por último, a queridinha de todos, a Brawn GP. Sem dinheiro, mas com vitórias acumuladas e, correndo com o regulamento debaixo do braço, tende a ter um ano maravilhoso. Ganhando corridas com Button e Barrichello, conseguindo novos patrocinadores e chegando, assim, ao final da disputando, também o título de construtores.


Uma nova F-1, de cabeça para baixo, mas muito mais divertida para o público!

É LEGAL!

Ufa!

Sem choro nem vela, a FIA considerou hoje que os difusores da Brawn GP, Toyota e Williams são legais! E as outras, bom...que corram atrás.

Lembrando a todos que o segredo da Brawn não é o difusor, é a parte da frente do carro, com o seu conjunto aerodinâmico retrô e sua suspensão dianteira...

Será que o dinheiro das equipes ricas ainda falará mais alto?

terça-feira, 14 de abril de 2009

E OS DIFUSORES?

Pegando o gancho sobre as regras e genialidade do post anterior, daqui a pouco teremos o veredito sobre o recurso "chororô" das equipes que não conseguiram ser geniais na interpretação da novas regras sobre o difusor traseiro.
Espero, realmente, a bem do espetáculo, que a FIA mantenha o que já foi dito pelos comissários nas inspeções anteriores, ou seja, que o difusor é legal.
Depois de tanto mexer e feder, agora que a FIA parece ter acertado a mão na alteração das regras, as quais provocaram uma revolução na F-1, será que vão estragar tudo de novo?
Será que a força das equipes grandes prevalecerá e o tapetão entrará em ação?
Sinceramente tenho a certeza que a FIA sabe que se der pra trás e proibir os difusores, ela ficará muito, muito mal perante o público e mídia do mundo todo.
Mas, como da FIA, de cabeça de juiz e de bunda de nenê a gente pode esperar de tudo, o negócio é aguardar!!
E torcer.

A F-1 NA SUA ESSÊNCIA

Passando pela comunidade F-1 do orkut, me deparei com um tópico sobre a estória da corrida que deu o primeiro título à Fangio, e de tão incrível, resolvi transcreve-lá pra cá e compartilhar com vocês.
Muito, muito interessante.

A malandragem que rendeu o primeiro título de Fangio.
O argentino Juan Manuel Fangio ganhou cinco títulos em sua vitoriosa carreira na Fórmula 1, mas talvez o mais difícil de todos tenha sido o primeiro deles. Em 1951, o argentino corria pela equipe Alfa Romeo, que usava carros construídos antes da II Guerra Mundial e se preparava para deixar as pistas no fim daquele ano. A adversária de Fangio era uma escuderia novata chamada Ferrari, cujo desempenho começava a despertar a paixão dos fanáticos torcedores italianos.

No início da temporada, Fangio e a Alfa levaram vantagem. O argentino venceu o GPs da Súíça e da França e abriu vantagem no campeonato. Na Bélgica, o triunfo ficou com o companheiro de Fangio, o italiano Giuseppe Farina. A partir do GP da Inglaterra, porém, a Ferrari reagiu. Em Silverstone, o argentino José Froilan Gonzalez conquistou a primeira vitória da hoje lendária escuderia do cavalinho rampante. Na sequencia, o italiano Alberto Ascari, principal piloto da Ferrari, ganhou com tranquilidade os GPs da Alemanha e da Itália.

A sétima e decisiva prova do campeonato seria na Espanha. A corrida foi marcada para o circuito de rua de Pedralbes, localizado no subúrbio de Barcelona e que hoje está desativado. Fangio tinha dois pontos de vantagem para Ascari, mas o favoritismo era todo o italiano. No treino classificatório, Ascari sobrou e estabeleceu a pole position com quase dois segundos de vantagem sobre o adversário. Fangio precisava reagir e, ao lado do chefe de equipe Gioacchino Colombo, bolou a estratégia que lhe renderia o título.

A Ferrari tinha um carro mais rápido, leve e econômico do que o da Alfa, de modo que Ascari precisaria fazer menos paradas de pit stop do que Fangio. Então, quando os carros já estavam sendo alinhados no grid, veio a surpresa: o Alfa de Fangio apareceu com dois tanques de combustível extras. Isso significava que o argentino seria capaz de fazer a corrida inteira sem parar para reabastecer, o que anularia uma das principais vantagens da Ferrari.

A equipe de Ascari entrou em pânico. Era preciso reagir de alguma maneira. E assim, para aumentar a performance em pista, a Ferrari optou por colocar todos os seus carros com rodas de aro 16, menor do que o usual. Um erro catastrófico, e que custaria o título de Ascari. Fangio, com suas rodas de aro 18, largou bem e acompanhou o ritmo do italiano nas primeiras voltas. Logo tudo correria a favor do argentino.

Na sexta volta, a Ferrari começa a perceber que havia cometido um erro trágico: o italiano Piero Taruffi encosta nos boxes com um pneu furado. Uma volta depois, é a vez de Luigi Villoresi. Mais um giro e quem vai para os pits é Ascari, que perde muito tempo e volta no meio do pelotão. Ainda antes da metade da corrida, Gonzalez também sofre um furo e é obrigado a encostar nos boxes.

A rotina da Ferrari seria a mesma até o fim da corrida: seus pilotos paravam constantemente nos pits, com problemas incorrigíveis de pneu. Enquanto isso, Fangio disparava na ponta. Então, quando já estava tranquilo na liderança, o argentino vai aos boxes da Alfa Romeo e realiza um pit stop. Os mecânicos da Ferrari não acreditam no que estão vendo. Num "blefe" genial, Fangio e a Alfa largaram com os dois tanques de combustível extra vazios. O argentino perdeu tempo nos pit stops, mas já havia induzido a Ferrari ao erro que faria toda a diferença.

Na bandeirada, ao fim de 70 voltas, Fangio venceu com 54 segundos de vantagem para Gonzalez. Farina, na outra Alfa, terminou na terceira posição, seguido pela Ferrari de Ascari. Pela primeira vez na carreira, Juan Manuel Fangio era campeão mundial de Fórmula 1. Uma conquista que se tornaria rotina nos anos seguintes, quando o lendário "El Maestro" levou um total de cinco troféus de campeão.


Cada um tira a conclusão que quiser sobre o ocorrido, mas não usaria o adjetivo malandragem do titulo, mas sim, jogada de mestre, ou ainda, blefe, como diz o texto.
O mais importante é que, além de genial pra época, esse tipo de manobra representava a mais pura essência da competitividade, onde o improviso, genialidade, versatilidade, e as vezes até um pouco de loucura, foram caracteristicas marcantes por anos e responsáveis pelo sucesso da categoria.
Hoje, com essa F-1 tão elitizada e engravatada, isso se perdeu. Se o mecânico estiver com o tênis desamarrado, a equipe é punida. Saiu do ponto e vírgula da regra, a casa cai. Pisou na linha, é desclassificado. Cortou a zebra, é penalizado com tempo. E etc, etc, etc.
A verdadeira essência da F-1, aquela magia que tanto falamos por aqui, parece não ter mais importância face ao capitalismo que imperou na categoria, e ao emaranhado de regras que podam os (poucos) gênios atuais.
Infelizmente.

INSPIRAÇÃO?

Olhando o tão propalado Brabham de 1978, o carro exaustor, reparo que as semelhanças com o modelo 2009 são maiores do que só pelo seu "difusor" traseiro.

O sistema de suspensão dianteiro é muito parecido com o carro da Brawn, facilitando o fluxo de ar no carro, o que possibilita entradas de ar de refrigeração menores (como a própria Copersucar-Fittipaldi já havia feito em 1975).

E mais do que isso, a asa traseira, curta e longa em suas bases, é muito semelhante a que a Red Bull utiliza neste ano.



Inspirador, não?

JULGAMENTO, É HOJE!

O dia mais esperado da temporada 2009 da Fórmula 1 é hoje! Reunidos na sede da FIA, velhos amigos se reencontram para discutir uma pseudo polêmica, o tal dos difusores são legais?

Analisando o regulamento com um pouco mais de detalhe e deixando fluir as idéias, o difusor da Williams, Toyota e Brawn são legítimos. O porém é que fortes equipes estão protestando porque não tiveram a capacidade de interpretar tais artimanhas. E é ai que mora o perigo.

Antes de olhar para as deficiencias de seus projetos as equipes preferem protestar e acabar com as invenções das equipes rivais. Tendo isto como base, mesmo em uma época onde a técnologia avança num sentido de dar maior autonomia as pessoas, percebemos que faltam cérebros que detém raciocínios diferenciados sobre os mais diversos assuntos. Falta inteligência, falta Q.I.

É mais fácil gritar, espernear, chorar...mas, fazer um novo, inovar, buscar novos ideais, isso não é pra qualquer um.

Seja qual for a sentença do julgamento de hoje, temos um grande perdedor: a inovação humana.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

PIT STOP...

E SE...

o Hamilton realmente trocasse de lugar com Rubens Barrichello, conforme anunciado pelo jornal NOTW, o que poderia acontecer?

Nada de muito diferente do que Rubens já faz. Ninguém nega a capacidade de Barrichello de acertar carros bem como sua velocidade. Como também ninguém nega a raça de Hamilton e suas habilidades para se guiar no fio da navalha.

Mas, falta um item de análise, que joga por terra toda essa análise. Quando a Mclaren permitiria que seu piloto queridinho abandonasse a equipe? Quando que a equipe deixaria de ter o seu protegido, que cresceu regado a pão de ló e talquinho perfumado (vó lembrei de você, agora)? Se nem com um campeão do mundo a equipe fez isso, por que faria agora?

Outra coisa que chama atenção, Rubens pode não ter ganho nenhuma corrida até agora, mas é o segundo no campeonato...enquanto Hamilton tem apenas um ponto.

Muitas vezes a fantasia pela notícia perfeita se torna motivo de escraxo entre todos.

Mas, considerando a hipótese verdadeira, você trocaria?

AS DIFERENÇAS...

Após um período de férias forçadas, estamos de volta postando no ritmo habitual e costumeiro, afinal o leitor do Blog da GGOO merece...

Enfim, justificativas dadas, neste final de semana agitado de corridas e futebol, me chamou muito a atenção das diferenças de tratamento dado a cobertura da Stockcar e suas divisões pelas emissoras que detém os direitos de transmissão.

A Globo, com toda sua pompa anunciou a transmissão da corrida no Esporte Espetacular e nos momentos finais da corrida, decidiu passar o último set do jogo de volei. Até aí tudo bem, cabe à emissora decidir o que vai passar e o que não vai passar, mas falta um algo mais: transparência.

Em um país carente de bons exemplos, essa falta de transparência na divulgação de sua programação ilude os espectadores que, na maioria das vezes, passam a ficar revoltados com estas atitudes e consequentemente passam a ignorar sua audiência. Sorte de quem viu a corrida pela internet que, apesar dos pesares, fez uma transmissão honesta e, na base do feijão com arroz, cumpriu o seu papel de levar a corrida aos telespectadores.

Em contrapartida a tudo isso, no mesmo dia tivemos a Pickup Racing, da família da Stock e que teve a cobertura da Rede Vida. Um show de transmissão, mesmo com os baixos recursos disponíveis. Locutores que entendiam do assunto, que passavam informações relevantes, que explicaram as regras e que mostraram que, com muita vontade, podem fazer uma baita cobertura, apesar das limitações.

Essas diferenças, ao olhar do telespectador consciente, começa cada vez mais a pesar e fica uma pergunta, até quando teremos que nos submeter a isso e ficar quietos?

Sorte de quem, como o Marcelão, foi ao autódromo...

domingo, 12 de abril de 2009

NA STOCK EM CURITIBA...

Dessa vez sem capôs voando e também sem transmissão ao vivo pela TV aberta ou paga (apenas pela internet), a segunda etapa da Stock Car 2009 foi disputada no Autódromo Internacional de Curitiba, com domínio total de Valdeno Brito que fez a pole e conquistou a vitória de ponta a ponta (desconsiderando as voltas em que efetuou pit-stops para reabastecimento e troca de pneus).

E um de nossos GGOOrepresentantes na capital paranaense, Marcelão (aquela viagem para assistir ao WTCC rendeu mesmo), esteve presente conferindo a corrida e preparou um vídeo especialmente para a GGOO!!!

E NA MOTOGP...

Seria apenas mera coincidência com os fatos da Fórmula 1 no final de semana passado? A temporada 2009 da MotoGP começou no escuro e debaixo d'água. Na verdade praticamente não começou, afinal a prova das 125cc teve apenas quatro voltas e a categoria principal sequer largou pelas precárias condições da pista de Losail no Qatar, sendo remarcada para essa segunda-feira (13 de abril) às 21h locais.



Fotos: www.motogp.com

sexta-feira, 10 de abril de 2009

COLUNA DO ROQUE: FELIZ PÁSCOA

Páscoa é renascimento...
É passagem...
É mudança e transformação...
É ser novo um mesmo ser
Que recomeça pela própria libertação.


Fica para trás uma vida cheia de poeira
E começa agora um novo caminhar
Cheio de luz, de fortalecimento,
Esperanças renovadas,

E que, enfim, tudo isso aconteça com os pilotos brasileiros, em todas as categorias que disputam.

E também, a todos os leitores deste blog. Que um novo começo, seja repleto de felicidade.

Feliz Páscoa a todos.

1 LIBRA

E em troca das dívidas, a Honda vendeu sua equipe.

1 Libra e o sucesso passou a acontecer.

1 Libra e hpje todos querem tirar a sua hegemonia

1 Libra para que dia 14, os difusores sejam liberados.

1 Libra...1 libra.

[OFF] - FRASE DA SEMANA

Uma coisa temos que admitir: com a morte do Clodovil, foi-se embora o único deputado que não tinha rabo preso!!!

(recebida por e-mail)

quinta-feira, 9 de abril de 2009

MAIS DA BARBEIRAGEM EM DUBAI...

Dica do Rodrigo Moconauta, que se impressionou com a agilidade do cameraman:



Sem comentários...

FOTO DO DIA



Gilles Villeneuve - GP de Mônaco, 1980

BARBEIRAGEM EM DUBAI...

Mohammed bin Sulayem, campeão de rali no Oriente Médio e vice presidente da FIA, sofreu um acidente durante o Renault Roadshow hoje, em Dubai no Renault Speed Show. Bin Sulayem participava de uma corrida contra Romain Grosjean, o qual pilotava um Ford GT e perdeu o controle do carro.


O vídeo da barbeiragem você vê aqui:

BOATOS DO DIA...

Bruno Senna na STR, só se o frânces da Renault não topar, a assessoria nega.

Sei...

Exclusão da Mclaren do mundial.

Sei...

Destas, poucas chances dos boatos virarem realidade.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

OFF (com moderação): O PINO QUE FALTAVA NA STOCK

É assim que a Stock resolveu o problema dos óvnis, ops, capôs voadores:



Este é o pino da salvação, o pino que segurará qualquer o capo do carro novo a prova de toques e turbulências..

Um viva ao redentor, que ficará assim exposto no carro.



É brincadeira?

Tour pelo centro de tecnologia da McLaren

Falae galera!

Achei esse videozinho e resolvi compartilhar com vocês.
Trata-se do Hamilton e do Kovalainen conhecendo as dependências da McLaren.
Vale a pena dar uma olhada =]


Lewis Hamilton tours McLaren Technology Center from Automotive Tv on Vimeo.

C YA!!!

E A HONDA...

Sim, e a Honda?

O que será que estão pensando seus inestimados representantes numa horas dessas?

Ver todo um trabalho jogado fora por uma decisão e mais do que isso, ver todos os louros na mão de um ex-funcionário.

Estamos assistindo a história ser contada. Estamos vendo que a tão propagada eficiência de gestão japonesa, também se deixa levar pelos momentos de turbulência. O cooperativismo e a integridade junto a sua nação são momentos que estão ficando para trás.

Nesta aldeia global, unida pela globalização. Os mais competitivos são aqueles que sobreviverão...

Será que bateu o arrependimento?

PIRULITO LUMINOSO

Alguém lembra desse episódio?
Pra quem não lembra segue o video e este post daquele fim de semana.

Sim, a ferrari está usando o pirulito luminoso este ano de novo!
Quanto tempo vai demorar para a próxima gafe?

terça-feira, 7 de abril de 2009

CRÔNICAS DO GP: MALÁSIA 2009

Das mais tropicais das pistas ouviam-se lamúrias. Da mais poderosa das equipes via-se a soberba. Do mais negros dos pilotos escutava-se mentiras e desculpas. Do mais poderoso dos organizadores, via-se ganância. Da mais nova das equipes, via-se competência. Do melhor dos pilotos, via-se resignação. Dos brasileiros, via-se otimismo e frustração.

Assim começava o GP da Malásia, em um horário diferente e sem margem para erros. A chuva, por mais comum que fosse, não poderia dar as caras no horário da corrida para que tudo transcorresse da melhor forma possível sem percalços.

No sábado, a torcida deu certo, não choveu. O que marcou, foi a soberba de uma equipe perdida em seus próprios atos, que confiou no seu próprio umbigo e desligou os monitores. O tempo parecia suficiente para o seu piloto número 1. Parecia. Não foi. E, vergonhosamente, foi eliminado na primeira parte da classificação.

O que para este brasileiro era ruim, para outro as coisas foram ainda piores. A vigésima derrota para o seu companheiro de equipe em 20 corridas. Simplesmente vergonhoso, ainda mais para quem precisa, urgentemente, mostrar serviço para ver se emplaca mais alguma sobrevida na categoria.

E para o último brasileiro, aquele que muitos apostavam na aposentadoria, as coisas também não foram flores, mas também não foi um desastre completo. Com carro pesado e com alguns errinhos, fez o 4º, logo em seguida rebaixado ao 8º lugar por conta da troca do câmbio de seu carro.

A corrida prometia e os chats pré-GP da GGOO ferviam no mesmo ânimo em que as nuvens negras se aproximavam da pista malaia. Não se falava outra coisa, a chuva era a redenção e a esperança para "sairmos da mesmice", fazendo até Exu-Tufão ser convocado para ver se mudava o rumo daquela prova e também era a chance de alguns saírem do zero no nosso bolão.

A corrida começa com sol, as nuvens rodam a pista, e os pilotos aproveitam este tempo seco para dar o seu show. Na disputa entre Kers e Difusor, a turma que acumula a energia das freadas se saiu bem na largada, ultrapassando vários carros. Já a turma do difusor lutava para se manter na frente, enquanto a equipe líder do campeonato, voltava a ter uma largada ruim.

Mas as impressões da largada logo mudaram e a turma do difusor começou a mandar na prova com ultrapassagens e melhores voltas, quem tinha o Kers se defendia como podia, mas muito mais do que potencia, faltava rendimento. As brigas se restringiam aos grupinhos, quem tinha Kers disputava com carros da mesma família, quem tinha difusor, brigava pela ponta.

As nuvens negras ficavam cada vez mais negras, e as paradas de boxes se aproximavam. Pairava a dúvida no ar: enquanto tempo começaria a chover. Uns diziam em 5 minutos, outros naquele instante outros, ainda, preferia não prever. Começam os pit-stops, todos continuam com pneu slick, menos um, que decide, no seco, colocar pneus de chuva.

A chuva não vem. Sua corrida é descartada. Nessa hora, o brasileiro decano está em segundo, mas precisa fazer sua parada de boxes. O cambio falha novamente e em quarto volta. Os demais brasileiros seguem no final do pelotão.

Mais algumas voltas e a chuva se faz presente em pontos isolados do circuito. Todos correm para os boxes, trocam de pneu. A chuva ameaçava. Os penus eram os de chuva forte. A chuva para. Quem colocou intermediários se deu bem. A pista seca. Todos de volta para os boxes. Pneu de pista seca. Mais um tempinho e a chuva cai como a tempos não se via.

A chuva, ajudou a escurecer a pista. Faltava condições de visibilidade, faltava condições de pista, uma vez que a mesma estava inundada. Faltava condições para se prever o que seria feito com a corrida.

Bandeira vermelha, corrida interrompida. Pilotos não sabem se ficam no carro ou se tomam chuva. Os carros são cobertos. A espera fica enfadonha. As informações são desencontradas. Um dos pilotos, que já havia abandonado (soube-se do fato após), desencana da vida e aparece de bermuda e camiseta, deliciando-se com um sorvete e um refrigerante.

Enquanto isso, pilotos conversam entre si. Ninguém sabe o que fazer, exceto o público que, embalado pelas fortes chuvas, prefere se divertir realizando um verdadeiro esquibunda uma vez que a diversão maior não dava mostras de decisão.

Uma hora de espera. A chuva não passa. A corrida é interrompida. Vitória do mesmo piloto que ganhou na Austrália. Os brasileiros vão mal e o melhor chega em quinto. Mas para compensar a má sorte, a corrida valerá metade dos pontos. O prejuízo no campeonato, assim, é menor.

Passada a corrida, hora de checar o bolão, ver a sua pontuação e começar a se preparar para a próxima etapa, na China, também de madrugada. Haja ansiedade!