sábado, 31 de julho de 2010

GGOO News Edição nº4 - Lançamento

Depois de pesquisa realizada e dias sem dormir, a GGOO News de Jun/Jul acaba de sair do forno. Gostaria de agradecer a todos que passaram horas na internet e perderam boas horas de sono para que isso fosse possível. Obrigado Roque, Dr. Roque, André Roque, Sandra, Marcos, Igor, Rodrigo (Moco) e outros tantos. É de consenso que está edição é, alem da maior já feita (50 páginas), a melhor já produzida. Espero que gostem. Boa leitura!




Destaques dessa edição:

INDY 500 - Rodrigo Lopes conta com exclusividade para GGOO News os bastidores, a torcida e todo o clima da 500 milhas de Indianápolis.

10 anos da 1ª vitória de Rubens Barrichello - Duas histórias reais que aconteceram a 10 anos atrás.

GRID GIRLS! - A Seção mais pedida em nossa pesquisa de opinião faz sua estréia nessa edição.

APERTEM OS CINTOS, O MECÂNICO SUMIU!!

Mais um sensacional vídeo promocional da Mclaren-Vodafone.
Aliás, nesse quesito, Mclaren está bem a frente das demais.
Pra quem já assistiu outros vídeos semelhantes, Hamilton e Button novamente numa saia justa (pra não dizer, neste caso, numa roubada) fazem a maior cara de espanto. Não sei se é tudo combinado, parece muito natural, mas se for, além de excelentes pilotos, são excelentes atores.
Isso é um tipo de interatividade que todas as empresas deveriam adotar, para cada funcionário conhecer a dificuldade da função do seu parceiro de trabalho e haver um maior respeito mútuo.
Acho muito válido!
Mas isso tudo, é a minha humilde e singela opinião.
Curtam o vídeo que é excelente!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE CRISTIANO

* Fonte: Blog da Indy

Um dos principais pilotos brasileiros com passagem na Fórmula Indy (CART – ChampCar) foi o mineiro Cristiano da Matta, que disputou 101 corridas entre os anos de 1999 e 2002, e em seu retorno da Fórmula 1 entre 2005 e 2006.

No dia 30 de julho de 2000, o brasileiro conquistava a sua primeira vitória na categoria, no circuito oval de apenas uma milha em Chicago, pela pequena equipe PPI Motorsports, empurrado pelo fraco motor Toyota, que ainda estava em fase de desenvolvimento.

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE RUBINHO (6)

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE RUBINHO (5)

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE RUBINHO (4)

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE RUBINHO (3)

MASSA RECEBEU QUATRO AVISOS DA FERRARI PARA DAR PASSAGEM A ALONSO

Esse é o título de uma reportagem que saiu na Folha de hoje.

Segundo apurou a reportagem, após Choronso reclamar no rádio e classificar a atitude do brasileiro como "ridícula", Massa já havia sido solicitado outras 3 vezes a ceder a posição e não o fez. Acho que isso explica o motivo daquela mensagem tão explícita e pausada, que causou até estranheza por ser do jeito que foi, digamos assim, fora dos padrões. Como se falasse com uma criança, insinua o jornal.

De repente, essa pode ser uma informação que nos faça reavaliar sobre a atitude dele.
De repente, isso mostra que não foi assim como estão dizendo, Massa simplesmente obedeceu de primeira e pronto. Foi obrigado mesmo, quase sob ameaça, assim como aconteceu em 2002 com Barrica.
De repente, estamos crucificando Felipe demais e desnecessariamente.
De repente, isso pode servir de algum consolo pros mais desiludidos. Certo Dou?
De repente, não será atenuante nenhuma e ninguém o perdoará ou esquecerá mesmo assim.

Aí, a opinião é de cada um.

Eu tô aqui só passando a informação... 

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE RUBINHO (2)

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE RUBINHO (1)

Iria postar somente o vídeo, mas não teria a mesma emoção do que descrever algumas palavras sobre esta corrida. Uma daquelas corridas épicas em que tudo acontece e o resultado é o mais surpreendente. Foi assim a primeira vitória de Rubens Barrichello na Fórmula 1. Épica, emocionante, vibrante.


Lembro de acompanhar a corrida, em minha casa, sem piscar o olho. Da invasão do ex-funcionário, as voltas finais num misto de pista seca e molhada, onde só aqueles que confiam no próprio talento poderiam competir de modo tão sensacional.

Ao abrir a última volta, lágrimas já escorriam pelo meu rosto e acredito que de muitos também. Vitórias assim não são vistas dioturnamentes...são raras e por isso mesmo especiais. Especial pelo sofrimento do piloto, especial por ser a primeira depois da morte de Ayrton Senna, especial pela ocasião.

Valeu Rubinho! Valeu demais...mas, mais do que palavras este vídeo mostra como foi a corrida:

ESPECIAL: A PRIMEIRA VEZ DE RUBINHO

Hoje completa-se 10 anos da primeira vitória de Rubens Barrichello na F-1. E, no decorrer do dia, vamos falar muito sobre esta corrida, postaremos algumas fotos, vídeos e tudo mais.

Afinal, a primeira vez, a gente nunca esquece...

Aproveitem bastante!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

AO VIVO: FÓRMULA 1 - GP DA HUNGRIA 2010 (TREINOS E CORRIDA)

É O CHEFE QUE MANDA - ORDENS DE EQUIPE QUE MARCARAM*

Fonte: http://fasterf1.wordpress.com/

Schumacher e Barrichello, GP da Áustria, 2002


Schumacher liderava o campeonato – ganhara 4 das 5 primeiras provas –, o carro era imbatível, mas mesmo assim Jean Todt achou que os 4 pontos que Michael levaria a mais se ganhasse a prova fariam falta no final e ordenou a troca de posições com Barrichello, que dominara todo o final de semana. Schumacher ganhou o campeonato por 144 a 77 e a Ferrari, por 221 a 92. A Ferrari foi multada em US$ 1 milhão, metade porque Schumi trocou de lugar com Rubens no pódio. Foi o episódio que desencadeou a regra que ninguém cumpre e que obriga a encenações bobas. Impossível comparar com o que aconteceu na Alemanha.


Pironi e Villeneuve, GP de San Marino, 1982



Faltando alguns voltas para o fim da prova, a Ferrari mostrou a placa “Slow” para ambos os pilotos. Traduzindo, “mantenham posições”. Villeneuve à frente. Eles começaram uma disputa maluca, mas com o final premeditado. Ou não. Pironi acabou vencendo, para a ira de Villeneuve, que morreu nos treinos do GP seguinte, justamente tentando bater o tempo do companheiro. Vale lembrar que o canadense respeitara as ordens de equipe em 1979, que determinou que Jody Scheckter vencesse o campeonato.

Hakkinen e Coulthard, GP da Austrália, 1998


Era a 1ª corrida de 1998. A McLaren dominava, com Hakkinen na frente, até que o finlandês aparentemente ouviu mal uma cominucação via rádio e entrou no box no momento errado. Coulthard o passou, mas como havia um acordo de que quem ficasse à frente na 1ª curva ganharia a corrida, deixou o companheiro retomar a ponta.

Alonso e Massa, GP da Alemanha, 2010


Por erros dele, por erros dela, por decisões desastradas da FIA, Alonso estava a 47 pontos do líder e a Ferrari sabia que perdera pontos demais. O espanhol precisava de uma vitória para respirar no campeonato e é realisticamente a única esperança de título em 2010. Por outro lado, Massa fazia uma corrida brilhante, era apenas fracionalmente mais lento – não o suficiente para uma ultrapassagem na pista – e Vettel não ameaçava. A equipe decidiu pensar no campeonato e ordenou a troca. Massa e seu engenheiro deixaram claro demais o que havia acontecido e a FIA não gostou nada do que viu.

Raikkonen e Massa, GP do Brasil, 2007


A única chance de Raikkonen ser campeão em 2007 era vencer, torcer para que Alonso não fosse 2ª e Hamilton, 5º. Estava tudo dando certo, a não ser o fato que Massa era o líder. Começou então uma encenação que durou voltas, Raikonen foi diminuindo a distância, parou para reabastecer algumas voltas depois e correu pro abraço.

Massa e Raikkonen, GP da China, 2008


Era a penúltima corrida do campeonato. Hamilton liderava a prova e o campeonato, e a Ferrari inverteu as posições de Raikkonen, que era segundo, e Massa para diminuir a desvantagem do brasileiro de 9 para 7 pontos antes “daquele” GP do Brasil. O comportamento já era antecipado pela imprensa e considerado normal. Afinal, qual o cabimento de tirar pontos do único piloto que tem chances de ser campeão na equipe?

Hill e Ralf Schumacher, GP da Bélgica, 1998


Eddie Jordan foi um dos mais ácidos críticos à atitude da Ferrari neste final de semana. Mas é impossível esquecer seu desespero ao ver a possibilidade de ter a 1ª vitória de sua equipe – e melhor, uma dobradinha – jogada fora quando um afoito Ralf Schumacher começou a pressionar Damon Hill. O próprio inglês pediu ao chefe que “sugerisse” ao companheiro que ficasse onde estava, e o irlandês o fez.

Alonso e Fisichella, GP da Turquia, 2005


Era a 14ª etapa do campeonato, que começou com Alonso dominando. A Renault perdeu terreno para a McLaren, e o objetivo do espanhol passou a ser perder o mínimo de pontos possíveis para Raikkonen. Fishichella se classificou à frente do companheiro Alonso, mas o time instruiu o espanhol a passá-lo e chegar em 2º.

GP DA HUNGRIA: UMA PROVA ESPECIAL PARA...ALONSO E MASSA

Os acontecimentos ocorridos no GP da Alemanha, disputado no último domingo, ainda estão bem presentes na memória de quem acompanha a Fórmula 1. Não se ouviu outros nomes sem ser Ferrari, Felipe Massa e Fernando Alonso.

E, para a próxima corrida, que será disputada domingo, novamente Fernando Alonso e Felipe Massa serão considerados destaque. Alonso, porque volta ao palco de sua primeira vitória, no tão longínquo ano de 2003, conforme vemos no vídeo abaixo:


E, Felipe Massa, retorna ao palco onde sofreu o seu mais grave acidente na carreira e que renasceu para ser segundo piloto de Fernando Alonso, relembre o acidente aqui:


Recordações que ficarão em segundo plano...

quarta-feira, 28 de julho de 2010

PILOTOS: RONNIE PETERSON

Bengt Ronald Peterson, mais conhecido como Ronnie Peterson (Örebro, 14 de fevereiro de 1944 — Milão, 11 de setembro de 1978), apelidado de "o sueco voador", foi um automobilista que guiou na Fórmula 1 na década de 1970.

Ronnie Peterson desenvolveu sua pilotagem muito jovem, quando ainda competia no kart, e carregou esse estilo até a Fórmula 1 - muitas das mais conhecidas fotografias de Peterson ao volante retratam seu carro deslizando nas quatro rodas em alguma curva qualquer. Peterson dominava esta técnica - também conhecida como drift - como poucos pilotos da história. Era extremamente arrojado e hábil, em contraste com sua aparência delicada, com seu físico relaxado e um jeito tímido que lhe rendeu fama de frio.

Ronnie fez sua estréia em Grandes Prêmios guiando para a March, no GP de Mônaco de 1970. Antes, após os tempos de kart, ele participou da Fórmula 3 competindo pela equipe Svebe. Em 1971 venceu o campeonato europeu de Fórmula 2 guiando pela March, e ainda obteve 5 segundos lugares na Fórmula 1, que lhe valeram o vice-campeonato da categoria. Peterson permaneceu na March até 1973, quando assinou contrato com a John Player Team Lotus para competir ao lado de Emerson Fittipaldi. Sua primeira vitória em grandes prêmios foi no Grande Prêmio da França de 1973. Naquele ano venceu mais três vezes. Em 1974 obteve mais três vitórias, nos GPs da França, Itália e Mônaco. Depois de um ano ruim em 1975, em que o Lotus 76 provou ser um erro, voltou a guiar pela March, equipe pela qual venceu o GP da Itália de 1976.



Em 1977 Peterson correu pela equipe Tyrrell, com o lendário carro de seis rodas, mas a antes vitoriosa esquadra dos carros azuis já havia iniciado sua longa e irreversível decadência. O ano foi particularmente ruim para Peterson e, para surpresa de muitos, o sueco voltou a assinar contrato com a Lotus para a temporada de 1978.



Pela equipe de Colin Chapman, que havia aperfeiçoado o revolucionário conceito aerodinâmico do carro asa, Peterson venceu os GPs da África do Sul e Áustria. Mesmo assim, por condição contratual imposta pela equipe, não lhe foi permitido duelar diretamente com o companheiro de equipe Mario Andretti, primeiro piloto do time. Apesar de os resultados já lhe assegurarem o vice-campeonato, tal situação na Lotus levou Peterson a negociar uma possível ida para a McLaren na temporada de 1979.

A Lotus chegou ao GP da Itália com a possibilidade de tornar Andretti campeão antecipado. Nos treinos, Peterson teve seu carro titular danificado, e precisou recorrer ao carro reserva, que era um modelo mais antigo da Lotus.



Foi exatamente nesta corrida que estreou na F-1 o semáforo, em substituição ao antigo método de largada em que se baixava uma bandeira com as cores do país-sede do GP. No entanto, o diretor da prova, Gianni Restelli, atrapalhou-se com a novidade: antes que os carros das últimas filas do grid houvessem parado, foi acionada a luz verde. Os pilotos que vinham de trás, portanto, arrancaram em maior velocidade, o que fez com que todos os carros chegassem juntos ao ponto em que a reta se estreitava antes da Chicane Goodyear. Alguns carros se tocaram, e o Lotus de Peterson foi jogado para fora da pista, de encontro ao guard-rail. O choque danificou seriamente a parte dianteira do Lotus e rompeu os tanques de combustível, causando um grande incêndio. Peterson foi tirado do carro com graves ferimentos nas pernas, por bombeiros e outros pilotos, e foi internado. Os primeiros procedimentos médicos no atendimento incluíram a amputação do pé esquerdo do piloto. No dia seguinte, Ronnie Peterson faleceu, vítima de embolia causada pelas fraturas.



Nas entrevistas dos pilotos após a prova, o inglês James Hunt declarou que, pelo som que emitia no momento da largada, o antigo Lotus reserva que Peterson estava usando parecia ter problemas e não acelerar devidamente, o que teria contribuído para o desastre. No mesmo acidente foi seriamente ferido o piloto italiano Vittorio Brambilla, atingido na cabeça por uma roda solta de um dos carros envolvidos, e alguns meses depois outro piloto italiano, Riccardo Patrese, foi colocado em sursis pela FIA, sob a acusação de ter sido elemento culposo do acidente. Por conta da confusão ocorrida com o uso do semáforo no GP da Itália, determinou-se que a largada só poderia ser dada depois que um fiscal atravessasse o grid com uma bandeira na mão, sinalizando que todos os carros haviam parado.

GGOO BOLÃO F1 2010 - Resultados do GP ALEMANHA

RESULTADO OFICIAL DA CORRIDA:
Pole Position - VETTEL
Posição no Grid Aleatória (05º) - BUTTON
Volta mais rápida na corrida - VETTEL
01º colocado na corrida - ALONSO
02º colocado na corrida - MASSA
03º colocado na corrida - VETTEL
04º colocado na corrida - HAMILTON
05º colocado na corrida - BUTTON
06º colocado na corrida - WEBBER
07º colocado na corrida - KUBICA
08º colocado na corrida - ROSBERG
09º colocado na corrida - SCHUMACHER
10º colocado na corrida - PETROV

PONTUAÇÃO NO BOLÃO:
60 pontos - TIO BRUNO
46 pontos - RUDSON
43 pontos - MARCOS / JOÃO FELICIANO
40 pontos - VANUSA
37 pontos - CÁSSIO / NETO ROX
28 pontos - IGOR DPN
25 pontos - RAFAEL FREITAS / ELMER
24 pontos - A. ROQUE
22 pontos - CAROL NICOLINI
20 pontos - MATHEUS SILVA / DUFF / MILTON
16 pontos - RICARDO
15 pontos - RUI LENHARI R10
14 pontos - EGIDIO SILVA / CURUMIM
12 pontos - SANDRA
10 pontos - S
08 pontos - FABRICIO / MARCELÃO / PRIMEIRA DAMA / ANDRÉ ROQUE
Os demais participantes não pontuaram

CLASSIFICAÇÃO GERAL:

AUTOPIA EUROPIA - PILOTANDO "NAS NUVENS"

O maior shopping automotivo do mundo, terá circuito na cobertura.

Se cruzar a ponte de Bósforo ou apreciar a Mesquita Azul não são atrativos suficientes para ir à Turquia, veja este: o escritprio de design turco GAD (Global Architecture Development) divulgou o projeto do maior shopping automotivo do mundo, em Istambul, previsto para consumir 250 milhões de dólares.
O Autopia Europia, já em construção, reunirá em 216.000 m², 200 lojas de carros, 48 oficinas, e 42 seguradoras, além de 24 bancos e 56 restaurantes. Terá 900 vagas de estacionamento e cinco andares. Mas a cereja do bolo está na cobertura: uma pista oval, para pequenas competições e test-drives dos carros à venda. Estima-se que terá 6 milhões de visitantes ao ano.

A Fiat já fez isso antes. Sua primeira fábrica na Itália, em Lingotto, iniciada em 1916 e inaugurada em 1923, já trazia a pista de testes no telhado. Abriga hoje um shopping, centro de convenção e hotel.



fonte: revista 4 Rodas - julho 2010

Segue uma rápida animação de como ficará o novo shopping



GP DA HUNGRIA - HORÁRIOS

Sex 30 Julho 2010
Treino Livre 1 05:00 - 06:30
Treino Livre 2 09:00 - 10:30
Sáb 31 Julho 2010
Treino Livre 3 06:00 - 07:00
Treino Classificatório 09:00
Dom 01 Agosto 2010
Corrida 09:00
* Horários de Brasília (GMT -03:00)

REPLAY: GP DA ALEMANHA (ÍNTEGRA)

E revemos, na íntegra, o GP da polêmica, o GP da Alemanhã, com a narração da televisão brasileira:

terça-feira, 27 de julho de 2010

FOTO DO DIA

AS OPÇÕES DE UM SEGUNDO PILOTO*

* Por Felipe Motta

Para muitos Felipe Massa transformou-se no segundo piloto da Ferrari no Grande Prêmio da Alemanha. Porém, que fique claro que somente em Hockenheim ficou claro. Essa posição caiu para ele no momento em que por três provas consecutivas ele zerou por má sorte e má performance em treinos de classificação.

Fernando Alonso conquistou na pista, seja com atitudes leais ou não, um domínio sobre o brasileiro após 10 etapas. Foi mais rápido na maioria dos treinos de classificação, mostrou força em ritmo de corrida e driblou a dificuldade em aquecer pneus com seu estilo. Enfim, foi mais eficiente. É simples assim.

Em Hockenheim, a Ferrari desembarcava com um deficit grande para as rivais e tudo mais. Porém, o carro vermelho, como disse Lewis Hamilton no sábado (ouçam que pusemos o áudio no Fórmula JP), vinha em crescimento e já há algumas corridas era melhor. A Ferrari se via com alguma chance de crescer no campeonato de Construtores e em Pilotos tendo apenas um para apostar. Isso não era difícil para ninguém visualizar.

Havia ainda um efeito complicador. Se seria a Massa complicado reverter o cenário pela simples questão matemática, imaginem se pensarmos que ele ainda teria os problemas de pneus quando fossem utilizados os macios e os duros, ou ainda quando fizesse frio. Ou seja, a Ferrari claramente não poderia contar com ele. E aqui cabe uma reflexão.

Repito o que escrevi há pouco mais de um mês. Não há qualquer cláusula de segundo piloto no contrato de Massa para 2011 e 12. O que é um contrato de segundo piloto? Quando na primeira prova do Mundial, no momento em que todos estão com zero ponto, já há determinado no time quem deve ter a vantagem, o melhor equipamento, a melhor estratégia. Era assim na Ferrari de Jean Todt. E isso, ninguém pode acusar a Ferrari de ter feito ao brasileiro.

Massa ficou na frente de Alonso na Austrália quando visivelmente era mais lento, fechou a porta inúmeras vezes e o espanhol quase perdeu a posição para Hamilton. Webber, que acertou o inglês, salvou os ferraristas. Na Malásia, novamente Massa ficou na frente de Alonso, que depois abandonou, e com isso assumiu a ponta do Mundial. Onde está o segundo piloto? Por que desde lá a Ferrari não ordenava mudanças?

Porém, corrida após corrida, Alonso se impôs e naturalmente ganhou o que podemos chamar de condição número 1 de piloto. E ganhou isso na pista. Claro que há interesses comerciais e respeito quem ache que isso definiu tudo. Mas saibam, a Ferrari não traiu Massa em Hockenheim por ele ser brasileiro. Simplesmente ela optou por quem rendeu mais em 2010.

Para mim, uma coisa influenciou na situação para que ela chegasse onde chegou. Massa tem uma gratidão pela Ferrari que Alonso não tem. O espanhol está dando de ombros pelo time, ainda que adote discurso da equipe e tal. Tanto que espremeu Massa nos boxes na China e bateu no brasileiro duas vezes em Silverstone.

Não podemos avaliar o que houve internamente. Nos dois casos, Massa lamentava-se pouco em entrevistas. Sinceramente, isso não me incomodou. Se cara feia em entrevistas ganhasse jogo, seríamos hexa no futebol e Dunga um gênio. Ainda assim, receio que nada internamente tenha sido trabalhado. E Massa pode ter se enfraquecido em todos os aspectos.

O dano a imagem de Massa são definitivos? Acho que na vida, nada é definitivo. Hoje Rubens Barrichello, ainda que marcado pela sua passagem em Maranello, tem imagem bem mais positiva que antes.

Mas a Massa não resta escolha. É rezar para 2010 acabe logo, até porque, novas situações constrangedoras irão aparecer. Quando ele poderá ganhar este ano uma corrida? Sempre que Alonso não estiver imediatamente em suas costas.

Que em 2011 as coisas sejam diferentes, ainda que seja difícil, para não dizer impossível, que o torcedor acredite.

Mas para que a próxima temporada seja escrita de forma diferente, além da performance na pista que faltou em 2010, é necessária mais atitude. Está claro que o papo de equipe só vale para ele, seu companheiro fará de tudo para jantá-lo vivo, como fez. Portanto, a gratidão com a Ferrari é grande e nobre. Mas que ele perceba que quando a água “bate na bunda”, ninguém é amigo de ninguém neste ambiente.

Certo ou errado, esportivo ou não, para salvar seus pescoços Stefano Domenicali e os ferraristas mandaram Massa ao espaço e ele acabou virando chacota nacional. Agora, ao brasileiro cabe levantar os cacos e tentar pegar o que sobrou deu sua honra. Não será nem um pouco fácil, para não discutir se é possível. Ele está sozinho agora.

E que seja assim no futuro. Porque esse papo de equipe, serve apenas no discurso furado de alguns, como Alonso. Na prática e na pista é o que resolve. E o espanhol sabe bem disso, tanto que fez o que tinha de fazer na pista e fora dela para destruir Massa.

RUBINHO FALA SOBRE O "CASO MASSA"

"Recebi todo tipo de comentário sobre o episódio de domingo. Muitos entenderam [só agora] como foi em 2002", disse o piloto, atualmente na Williams, via twitter.

"E entenderam também agora porque deixei a Ferrari um ano antes do final do contrato. Posso não ter sido campeão na época, mas fui sempre justo", completou o piloto, que competiu pelo time italiano de 2000 a 2005.

"Pronto, falei. Agora página virada. Estou na equipe que quero estar, a ponto de assinar por mais um ano. Quero ser campeão com a Williams", almeja Barrichello.

Questionado pelo jornalista Victor Martins do por que ter saído da Ferrari apenas 3 anos após o episódio, Rubens foi mais uma vez taxativo: "não sai porque nao tinha carro melhor pra eu guiar", encerrou o piloto.

REPLAY: GP DE EDMONTON (INDY)

BOMBA! AS RAZÕES QUE LEVARAM FELIPE MASSA A DEIXAR ALONSO PASSAR

Na manhã de hoje, a imprensa européia está trazendo novas especulações sobre a relação de trabalho entre Felipe Massa e a escuderia Ferrari.

O jornal espanhol Mundo Sobre Ruedas, especializado em esportes automotores, publicou trechos de documento em que o piloto brasileiro aceita ceder posições de corrida, sobremesas e até seu filho para Fernando Alonso.

Indagado sobre o termos, Massa afirmou que está disposto a sempre fazer o que é melhor para a equipe, mas nega que esteja dando sua vida para Alonso.

Porém, o jornal alemão Zeitung flagrou Alonso em uma situação curiosa nesse fim-de-semana. O espanhol foi fotografado passeando pelos boxes de Hockenheim empurrando um carrinho de bebê. Segundo testemunhas, a criança era muito parecida com o filho de Felipe.

“É o filho de um amigo lá de Mônaco. Ele está em uma reunião recebendo a estratégia da corrida. Então, me pediu para dar um passeio com o garoto”, justificou Alonso. “Mas a verdade é que eu sempre quis ter um menino”.

O tabloide inglês The Sun foi mais a fundo no caso. A colunista social Rachel Simmons publicou nota dando detalhes da festa de comemoração ferrarista em um pequeno bar em Hockenheim. Enquanto funcionários da equipe celebravam, Fernando Alonso teria saído mais cedo da festa acompanhado da esposa de Felipe Massa.

Com a repercussão do caso, o futuro de Massa também é especulado. Rumores indicam uma parceria dele com o compatriota Rubens Barrichello.

Juntos, eles estariam criando uma nova equipe baseada em suas experiências nas pistas. Batizada de Runner Up, a nova equipe seria concebida para ajudar escuderias carentes, que necessitem de posições no grid. Massa e Rubinho estariam dispostos a doar estas posições sempre que necessário.

Fonte e risadas: http://www.diariodebarrelas.com.br/2010/07/26/por-ferrari-massa-teria-cedido-esposa-e-filho-a-alonso/

GGOO News - Edição 4

Um pedacinho da edição deste mês


Final do mês chegando e também a hora do lançamento da nova edição da GGOO News. 95% do trabalho está totalmente concluído, restam apenas algumas correções e a transferência da revista para a internet.

Está edição trará algumas novidades, como a mudança de periodicidade da revista, que passa a ser bimestral (como pode-se ver na imagem que ilustra esse post). Outras mudanças também foram realizadas, a grande maioria em função das opiniões dos leitores. Opiniões que foram recebidas através da pesquisa de opinião que está sendo realizada a algum tempo. Aliás, gostaria de agradecer a todos que a responderam até agora. Para finalizar esta postagem, postarei uma lista com algumas das principais mudanças na GGOO News dos meses de Jun/Jul.

- Revista passa a ser Bimestral
- Os textos serão em duas colunas para facilitar a leitura, antes eram 3.
- Mais fotos.
- Mais seções
- Melhoras na parte gráfica

A revista continuará a ser gratuita, havendo a possibilidade real de termos uma versão impressa para a 5ª versão, porem esta seria paga, mas apenas seriam cobrados os custos de produção. a versão virtual continuará gratuita e não temos nenhum intenção de torna-la paga a curto ou longo prazo. Serão 4 links para vizualização em page flip, mais um para download em PDF.

A revista GGOO News é uma revista pela e para toda a torcida GGOO, tanto que leva o nome e logo GGOO na capa. Em virtude de reclamações, venho dizer que qualquer um (que seja um membro da GGOO) pode ter uma coluna ou participar da elaboração de matérias. Mas para isso é preciso uma certa dedicação, não que tenha que ficar 5 horas online trabalhando na revista, mas pelo menos responder em 36 horas a todos os e-mail que enviarmos é altamente cobrado (apesar de ficar em média 2 horas por dia trabalhando na revista, e-mail não são frequentes). Você também não receberá qualquer tipo de salário ou bonificação por seu serviço. Por que? Porque os que trabalham na revista atualmente também não recebem nada. Também deverá obedecer algumas regras, nada demais, são todas relacionadas ao texto (palavras a serem usadas ou não, número de caracteres, gírias e por ai vai).

Estamos procurando em especial, uma opinião feminina para participar da revista (se ninguem se interessar, terei que procurar fora da GGOO mesmo).

E-mail para: ggoo_news@hotmail.com

Por hoje é só, aguardem mais notícias. Em breve, GGOO News #04

Iceman: "Odeio a Opinião da Massa"


Amigos leitores, amantes do automobilismo, diz-se que se você colocar uma rã em uma panela de água fria e for esquentando aos poucos, ele morrerá cozida, sem sentir que a temperatura está se elevando. Mas se você colocar a mesma rã em uma panela de água quente, ela pula. E todos nós pulamos.

Não estou aqui apenas para contrariar o que todos dizem, mas será que ninguém, em nenhum momento, se colocou no lugar de Felipe Massa desde domingo?

Em árduas conversas com todos os meus amigos que, conseqüentemente sabem da minha paixão por este esporte e me perguntaram sobre o ocorrido, minha resposta foi simples: “Imagine você trabalhando com alguém há quase 8 meses, dividindo toda uma estrutura e todo um projeto. Não importa o seu ramo de atuação, uma oficina mecânica, um escritório de advocacia, um departamento de marketing, enfim, imagina que você esteja brigando por um objetivo claro, ganhar. Agora imagine que você teve nove oportunidades e na maioria das vezes você sempre foi superado pelo seu companheiro de equipe, porque você está tendo alguns problemas de ambientação com o projeto. Sendo assim, o seu projeto está perdendo para outros projetos concorrentes e o seu chefe ou gestor pede que, neste momento onde você circunstancialmente está a frente de seu parceiro de trabalho, deixe-o levar as glórias, afinal somente com ele o projeto terá chances de dar certo. No próximo ano, nas próximas 19 tentativas de 2011 vocês terão novamente as mesmas condições de trabalho e se enfrentarão, mas dadas as circunstâncias e após análise fria de nossa cúpula, as chances que você tem de ser bem sucedido são remotas, quando as chances dele são de quase 50% a mais.” Esse meu amigo respondeu: “Eu nunca deixaria.” E minha resposta foi: “Espero nunca ter de trabalhar com você”.

As equipe de Fórmula 1 são grandes empresas, que geram milhões de dólares e empregam milhões de pessoas direta e indiretamente. As equipes precisam ter algo a seu favor para justificar seus patrocinadores, resultado. Equipes mais inexperientes deixam seus pilotos brigarem de forma até irracional. Webber e Vettel foram rechaçados pela imprensa internacional por não terem controlado o ímpeto de brigarem entre si. Disseram a quem quisesse ouvir que a Red Bull precisava de alguém que acalmasse os ânimos e que a equipe que tem uma superioridade na pista, perdia por não ter um pulso firme na direção. Disseram que isso não ocorreria na Ferrari e McLaren, por exemplo. Button e Hamilton, na mesma corrida, quase se atracaram, o motivo foi um defeito no rádio de Jenson que impediu de receber a maquiada ordem de equipe para poupar combustível e para de pressionar o seu companheiro Hamilton. A frase “tragam as crianças para casa” foi repetida pelo principal narrador brasileiro como referencia as flechas de prata que pararam a disputa e continuaram o 1-2 da equipe sem maiores danos. O que ocorreu no caso da Ferrari é que Massa deixou Alonso passar descaradamente. Se fosse uma manobra de corrida, um pit-stop, ou algo mais maquiado, tudo bem, ninguém se importaria com o caso, seria passada uma borracha em tudo isso e estaríamos discutindo sobre a falta de competitividade de Michael Schumacher ou o retorno dos carros vermelhos ao topo. Mas não, faltou a Ferrari um pouco mais de malícia nisso tudo. Foi tudo muito explícito, muito escancarado. Por isso, pulamos, pois assustamos com tamanha cara de pau da Ferrari em parecer que perdemos o nosso tempo durante 1h20 para assistir a uma corrida manipulada. Isso que nos revoltou. Ninguém se lembra de Felipe Massa fazendo um pit-stop mais longo para permitir que Kimi Raikkonen fosse campeão em 2007?!

Fiquei muito decepcionado na hora, porém, com sangue frio e análise racional, desculpem a sinceridade, mas qualquer um faria o mesmo.

Fiquem à vontade para jogarem as pedras.
Iceman 2010

segunda-feira, 26 de julho de 2010

FOTO DO DIA

AYRTON SENNA TAMBÉM JÁ DEIXOU COMPANHEIRO PASSAR

Em meio a discussão sobre Felipe Massa e a ordem recebida no GP da Alemanha último, onde ele a obedeceu deixando que seu companheiro de equipe passar, e também ao relaciona-lo com o episódio vivido por Rubens Barrichello em 2002, na Áustria, encontrei um video muito interessante. Ayrton Senna, grande ídolo e talvez a única certeza entre "Massistas" e "Barrichellistas", também já deixou o companheiro de equipe passar.

Como podemos ver no video abaixo, era a última volta, Senna liderava e tinha uma boa vantagem para seu companheiro de equipe, é visivel que Senna abre espaço na última curva para seu companheiro, que vence. Observe que ele até manda um sinal mandando o companheiro passar.


Ayrton Senna, único ponto de consenso entre "Barrichellistas" e "Massistas"

CALA A BOCA, CHORONSO!!

Parafraseando a campanha que rola no Twitter, com um pequeno ajuste que acredito ser mais adequado, aproveito para aqui também fazer essa "homenagem" à esse "grande" piloto.

As alonsetes (ou choronsetes?) que me desculpem, mas na minha humilde e singela opinião, Choronso está longe de ser um piloto que mereça, ao menos, minha admiração.

"Isto é ridículo", disse ele para a equipe no rádio, após ser bloqueado por Massa, que defendia sua posição na corrida. E diga-se de passagem, era a liderança da prova, e não um 10º lugar. Ele pos o carro ao lado de Massa por duas vezes e não conseguiu, depois enfiou o bico numa entrada de curva e Massa lhe fechou a porta. Aí, quando esgotam-se os recursos, ele faz o que sabe melhor: chorar. Chorou para a equipe, e conseguiu que a ordem viesse.

Assim, até eu ganho corridas.

Uai, se é bicampeão do mundo, se conseguiu se adaptar melhor ao carro, se estava mais rápido que Massa, porque não passou na pista? Na raça? No talento?

Como eu já comentei ontem no blog das meninas do Octeto, o Choronso tem mais se preocupado em saber pelo rádio o que fazem os adversários na pista pra tentar tirar algum proveito disso, do que propriamente correr. Vide o último ocorrido este ano em Valência , onde questionou a equipe sobre a manobra de Hamilton - seu alvo preferido - na saída dos boxes, se ele poderia fazer aquilo. Ora bolas, vai correr, Choronso, tem uns 20 comissários de pista e umas 52 câmeras da FIA pra fiscalizar isso.

O Choronso é o mais novo Schumacher: gosta de correr sem adversários, com favorecimento da equipe, e com um declarado escudeiro. Seu sonho, é ter sempre um Briattore como chefe de equipe, e um Nelsinho como companheiro.

Molezinha né? Eu tb quero assim...

E por onde ele passa, ou ele tem a preferência na equipe, ou rolam intrigas, brigas, choradeiras, controvérsias. Foi assim na Mclaren, quando percebeu que não podia com Hamilton, está sendo assim na Ferrari. Não que Massa esteja sendo um graaaaaande adversário pra ele, mas na primeira dificuldade, ele já apelou. E é só o começo. Isso sem falar daquela entrada de boxes no GP da China e na batida da última corrida. Eu tinha até apostado no nosso bolão, exatamente no resultado que aconteceu, Alonso em primeiro, Massa em segundo, mas pensando que isso iria acontecer na pista, por méritos, não ganhando no grito.

Por isso tudo, repito que Choronso não tem sequer minha admiração como piloto, porque isso não é pilotar.

E não quero com isso, defender Felipe, Ferrari, FIA ou quem quer que seja. Muito, mas muito pelo contrário, pois todos são culpados. Só que estes, são assunto pra outra hora.

Maaaaassss....isso tudo é apenas a minha humilde e singela opinião.

Abraços,

MASSA JÁ DESOBEDECEU ORDEM DE EQUIPE

O site do Globoesporte bem lembrou hoje, que Felipe Massa já desobedeceu uma ordem de equipe, o que culminou com sua demissão no fim da temporada. Segue a matéria.

No GP da Alemanha de 2010, o líder Felipe Massa foi obrigado pela Ferrari a ceder a posição para Fernando Alonso após uma mensagem na comunicação por rádio. O brasileiro obedeceu rapidamente e, na volta seguinte, deixou o espanhol passar. Mas nem sempre foi assim. No início de sua carreira na Fórmula 1, em 2002, o piloto fez exatamente o contrário. E a consequência não foi das melhores: a demissão no fim daquela temporada.
Isto aconteceu no GP da Europa, em 23 de junho de 2002, em Nürburgring. Massa corria na Sauber ao lado do alemão Nick Heidfeld. O brasileiro estava na sexta posição da corrida, com o companheiro próximo (na época pontuavam apenas seis pilotos). Perto do fim da corrida, Peter Sauber, dono do time, mandou a ordem pelo rádio do carro, mas Felipe ignorou e se recusou a ceder a posição. O piloto cruzou a linha de chegada e provocou a ira do dirigente. No fim do ano, o suíço acabou demitindo o brasileiro.

Massa não cedeu posição a Nick Heidfeld no GP da Europa de 2002, em Nürburgring

Antes desta demissão, no entanto, Massa ainda passaria por outra situação semelhante. Pouco mais de um mês após o caso de Nürburgring, no dia 28 de julho de 2002, o brasileiro estava na mesma situação no GP da Alemanha, em Hockenheim. Em sexto, ele marcaria um ponto, mas estava à frente de Heidfeld. Desta vez, o piloto obedeceu a Peter Sauber e cedeu a posição.
Massa só voltaria a passar por uma situação semelhante em 2007, justamente no GP do Brasil. O piloto liderava a corrida, com Kimi Raikkonen, seu companheiro, em segundo. O finlandês precisava vencer para tirar o título de um dos pilotos da McLaren - na época, Fernando Alonso e Lewis Hamilton. Só que a decisão foi mais sutil. A equipe antecipou o pit stop do brasileiro para que o companheiro pudesse abrir uma boa vantagem. A manobra deu certo e Kimi acabou campeão.
Em 2008, a Ferrari retribuiu a ajuda de Massa. No GP da China, o brasileiro precisaria chegar na segunda posição para ainda ter chances de título no Brasil, última corrida da temporada. A sete voltas do fim, Raikkonen, sem chances no campeonato, deu passagem para o companheiro. Em Interlagos, Massa venceria a corrida, mas perderia o título por apenas um ponto para Hamilton.

TOP GEAR: HOMENAGEM À AYRTON SENNA

Linda homenagem à Ayrton Senna, do programa TOP GEAR, da BBC, ontem:


PARA QUEM ACHAVA QUE A INDY É DIFERENTE...


E se estamos revoltados com as atitudes da Ferrari na Fórmula 1, o que falar desta atitude ocorrida na Indy ontem durante o GP de Edmond? Helio Castro Neves, o vencedor, punido por bloquear o companheiro de equipe.

Revi este vídeo umas 15 vezes tentando achar onde ele bloqueou o adversário, não achei. A Indy diz que ficar por dentro, nesta pista é passível de punição, mas o que vai fazer, dar seta e agradecer que o outro passou?

Tenham dó...meleca!

Apesar da rídicula punição, Helio Castro Neves também não deveria ter tomado tais atitudes...apesar de entendê-lo.

De cabeça fria...

Pensando hoje com a cabeça fria cheguei a seguinte conclusão:

Vamos lá... Época Rubinho - Schumacher. Quando o Rubinho fez aquilo lá na Áustria todos meteram o pau nele, e todos tiveram a reação do tipo "Nunca mais torço por ele", certo?

Hoje em dia se você vê qualquer entrevista do Rubinho falando do episódio, ele deixa bem claro que fez aquilo porque não aguentava mais esconder o que acontecia nos bastidores da Ferrari. Ou seja, ele levou quatro temporadas para conseguir expor tal situação. Hoje em dia muita gente o admira por ter feito tal ação.

Claro, no Brasil, ele será eternamente o "Pé de Chinelo" para a maioria dos torcedores que se dizem "Apaixonados por F1". Mas aí é uma outra história que ficará para uma próxima vez.

Até onde sei a Ferrari sempre liberou a briga entre os pilotos enquanto visse que os dois pudessem brigar pelo título. Coisa que infelizmente esse ano não aconteceu. Massa demorou para se encontrar com o carro. Situações totalmente diferentes vividas por Red Bull e Mclaren e pelo próprio Massa em 2007 e 2008.

Outras coisas que me intrigam. Não estou duvidando em momento algum da capacidade de Senna, Mansell, Prost, Piquet e tantos outros. Pelo contrário. Acho todos mestres no que fizeram. Mas naquela época o apogeu da transmissão era quando liberavam o rádio para o campeão do mundo. Isso depois que já estava tudo decidido na última volta do campeonato. E olhe lá. Dados de telemetria jamais eram citados em repocrtagens. E aí me pergunto: Quantas vezes será que não tivemos casos parecidos?

Se não houvesse a telemetria e o Massa tivesse falado que a marcha não entrou (como se fazia antigamente) tudo estaria bem? Quantas corridas de antigamente a gente não via isso acontecer? Bom, isso também fica a cargo de cada um refletir e concluir.

Confesso, que estou um pouco decepcionado com o Massa. Também acho que ele não deveria ter deixado o Alonso ultrapassar. Mas na minha opinião, de todos os pilotos que vi e acompanhei correndo até hoje (ou seja, de 88 para cá), apenas um teria coragem de não permitir a ultrapassagem. E infelizmente não está entre nós. E seria demais querer comparar o Felipe com Ayrton.

Por isso e por outros motivos, continuarei torcendo e apoiando o Massa. Assim como continuo torcendo e apoiando o Rubinho.

Não me pronunciei em nada durante o dia de ontem pois não seriam palavras balanceando emoção x razão.

E por esse e outros motivos que faço questão de participar da GGOO. Cada um com sua opinião. O que faz as discussões na fila do GP Brasil sempre serem uma coisa à parte!!!

Por sinal faltam 103 dias.

domingo, 25 de julho de 2010

FELIPE MASSA, DEVOLVA A MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO!!!

RELATO DE UM APAIXONADO PARTE 2 - FINAL -


Devolva a medalha de honra ao mérito, por favor Felipe, você não entendeu o que é ser condecorado com essa medalha que é sinônimo de orgulho para o brasileiro que representa sua pátria com DIGNIDADE.

Em 2006 e 2008 quando venceu, você ergueu em seu punho a bandeira de seu país, mostrando o quanto você se orgulhava de mostrar pro mundo o orgulho de levar seu país a conquista. Em Interlagos emocionou à 70 mil espectadores naqueles fins de semana, principalmente a mim que estava lá empurrando sua Ferrari rumo a gloria... Porque manchar os momentos felizes de sua carreira com a atitude de hoje??? Justamente você Felipe que cantou em prosa e verso que JAMAIS seria segundo piloto, que nunca seria escudeiro de ninguém e que se fosse essa a única posição para ficar, você não renovaria seu contrato com a Ferrari... ACREDITEI EM VOCÊ...

Exatamente em Hockenheim na Alemanha???

Local histórico onde o Brasil conquistou seus primeiros pontos na Fórmula 1 com Emerson Fittipaldi com um honrroso quarto lugar, local que o Brasil voltou a vencer depois de Ayrton Senna com Rubens Barrichello guiando com MAESTRIA na chuva com pneus para pista seca após 7 anos de de jejum, angustia e tristeza pela perda de um ÍDOLO, que será comemorado 10 anos desta conquista no próximo dia 30...

Parecia IRONIA não é possivel 1 ano certinho depois de seu trágico acidente onde Felipe Massa tinha TUDO para vencer e entrar para historia com essa vitória. Sem dúvida alguma sua vitória de hoje viraria FILME, DOCUMENTÁRIO, seria falada no mundo inteiro como a vitória da superação do espírito de conquista da garra, força de quem não desistiu de seu sonho e os "deuses" te deram a chance exatamente 1 ano depois de viver um momento épico e você Felipe o jogou no LIXOOO, entregando sua vitória de maneira COVARDE para seu "companheiro" de equipe... Foi uma pena Felipe... SEGUE SUA VIDA... SEM MINHA TORCIDA...!!!

Eu jamais desejei escrever o RELATO DE UM APAIXONADO pela segunda vez neste tom de despedida, pois quem leu o RELATO DE UM APAXONADO PARTE 1 em 2006 sobre a vitória de Massa no Brasil, sabe o quanto dói em mim o que ocorreu neste dia 25/07/2010...

FÓRMULA TRUCK: ACIDENTE ASSUSTADOR EM INTERLAGOS

Confira o vídeo do fortíssimo acidente entre Bruno Junqueira e Diumar Bueno que aconteceu há poucos instantes durante a etapa de São Paulo da Fórmula Truck. Apesar da força do impacto, que destruiu totalmente os dois caminhões, os pilotos sairam ilesos e nenhum torcedor foi atingido.


Aqui, o vídeo do acidente com o som ambiente, sem a narração da TV:


E hoje (25 de julho) comemora-se o dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas. Seria mera coincidência ou proteção divina?

FOTO DO DIA

VERGONHA!!!

Hoje não! Hoje não! Hoje não! Hoje sim? Hoje sim...

Esse momento inesquecível e vergonhoso do automobilismo ocorrido durante o GP da Austria de 2002, entre Michael Schumacher e Rubens Barrichello, então pilotando para a equipe Ferrari, voltou a acontecer hoje durante o GP da Alemanha de 2010, com Fernando Alonso e Felipe Massa. Pasmem, pela mesma equipe Ferrari.

A inversão de valores que esta equipe faz do esporte é algo que devemos repensar na forma de pensar e agir. A F-1 não vive sem Ferrari é fato, e não existe Ferrari sem F-1, mas o que houve hoje, tal como em 2002, foi uma vergonha tão grande que fere a dignidade de quem assiste a isso nas manhãs de domingo, que vão aos autódromos do mundo, que formam torcidas para verem suas corridas.

A Ferrari, hoje, deu mais um mau exemplo de como não se deve agir. Vergonha, muita vergonha. Fernando Alonso, assume de vez o papel de Dick Vigarista e Massa de fiel escudeiro Mutley. Vergonha. Para os apreciadores do automobilismo, para a história, para mim.

sábado, 24 de julho de 2010

LEGENDE A FOTO

sexta-feira, 23 de julho de 2010

JOJO, PARABÉNS

Nosso querido inspirador e criador da PRIMEIRA revista virtual totalmente dedicada ao automobilismo faz aniversário. Hoje, seu dia de extase, de descanso merecido que pouca gente reconhece em seu esforço diário.

Quem não se lembra do GP Brasil de 2007, o então moleque com um gravador na mão tentando entrevistar os membros da GGOO que acabara de se formar, ou ainda, tentando falar alguma coisa após deitar onde o Villeneuve voou. Hoje, nosso querido Daniel, o aniversáriante, tem desejos e sonhos, mais ousados.

Jornalista de futuro, ético e batalhador, fuçador e descobridor de um monte de novidades que colocamos aqui no blog e principalmente na nossa revista.

A você, nobre Daniel, nosso jornalista preferido, muitas felicidades, sucesso, textos e pautas aos montes na sua vida e, que um dia, você possa cobrir a F-1 do jeito em que você sempre sonhou, na sala de imprensa.

FOTO DO DIA


GP do Canadá, 1978

RUBENS BARRICHELLO E A WILLIAMS

Muito se falou em Rubens Barrichello como segundo piloto, até por conta de seus anos de Ferrari e por conta dos resultados que obteve com a Brawn GP no ano passado, porém, ao assinar com a Williams para esta temporada sabíamos que poucos resultados aconteceriam em virtude das inúmeras mudanças ocorridas no time na parte aerodinâmica e no motor.

As primeiras etapas foram sofríveis e fizeram o brasileiro esquecer um pouco Barrichello. Mas o tempo passa e o inesgotável Rubinho foi acertando o carro, mexendo aqui e acolá sem deixar a peteca cair. O resultado é que a Williams passa a se destacar, não ainda a ponto de voltar a vencer, mas de marcar pontos constantemente.

Essa é a nova realidade de Barrichello, trabalhar sempre e buscar novos resultados. A renovação de contrato, assim, é quase sacramentada. Será a 19ª temporada na F-1 sem nunca ter sido substituido ou demitido no meio da temporada.

Realmente Barrichello tem o seu valor e a F-1 inteira reconhece. Pena que para os brasileiros, ele é só mais um brasileirinho contra todo mundo...

MAIS SOBRE A ESTRÉIA DE EMERSON FITTIPALDI NA F1

Já fizemos aqui no blog uma pequena homenagem aos 40 anos da estréia de Emerson Fittipaldi na F1, ocorrida no último dia 18. Mas, vasculhando pelas entranhas da internet achei um pequeno compacto colorido desta corrida, então, compartilhamos com os nobres leitores deste modesto blog:

LEGENDE A FOTO

APÓS AS FÉRIAS...

Férias são sempre curtas, não importa se você passa uma semana fora ou 365 dias ausente, elas sempre são curtas. E, como não podia deixar de ser, temos que voltar a labuta. E a minha labuta é prazeirosa, escrever, coordenar e manter este modesto blog junto com nossos nobres colegas da GGOO.

Então, paremos de onda e voltamos com força total, agradecendo a todos que seguraram a onda neste período, que fizeram coisas novas e, acima de tudo, que entendem a importância disto aqui para cada um de nós.

Mas, apesar de estar em férias, não deixei de ler algumas notícias interessantes, que escreveremos sobre elas no decorrer do dia. Por enquanto, curtam um pouco das minhas férias com esta foto:

quinta-feira, 22 de julho de 2010

quarta-feira, 21 de julho de 2010

REPLAY: GP DE TORONTO DE F-INDY 2010

[OFF] ENQUANTO ISSO, NA COPA DO MUNDO...


Mentira ou verdade??

KUBICA ACELERA RENAULT NA POLÔNIA


Robert Kubica acelerou um Fórmula 1 pela primeira vez na Polônia. A bordo do modelo R29, o ídolo local levou 140 mil entusiasmados torcedores às ruas da cidade de Poznan, com direito até ao hino nacional polaco sendo executado pelo motor do seu Renault.

GP DA ALEMANHA - HORÁRIOS

Sex 23 Julho 2010
Treino Livre 1 05:00 - 06:30
Treino Livre 2 09:00 - 10:30
Sáb 24 Julho 2010
Treino Livre 3 06:00 - 07:00
Treino Classificatório 09:00
Dom 25 Julho 2010
Corrida 09:00
* Horários de Brasília (GMT -03:00)

terça-feira, 20 de julho de 2010

BUTTON ENTREVISTA HAMILTON, HAMILTON ENTREVISTA BUTTON

PILOTOONS: FITTIPALDI 1978

Em homenagem ao aniversário de 40 anos da estréia de Emerson Fittipaldi na Fórmula 1 (18/07/1970, Brands Hatch, Inglaterra), postamos essa charge de Bruno Mantovani que exemplifica bem todo o pioneirismo e a importância do "Rato" para o automobilismo brasileiro:

VOU DE TÁXI? DE FERRARI, COM LUCIANO BURTI

A apresentadora Angélica, que no passado já "Foi de Táxi", dessa vez deu um passeio em alta velocidade com o piloto Luciano Burti à bordo de uma Ferrari Challenge, modelo usado no campeonato GT Brasil. 

Acelerando pelo que restou do Autódromo de Jacarepaguá no Rio de Janeiro, Burti falou um pouco sobre sua carreira no automobilismo, a passagem pelo Fórmula 1, o acidente em Spa, a Stock Car (categoria que disputa atualmente) e também sua função como comentarista na TV:

segunda-feira, 19 de julho de 2010

PILOTOS: JIM CLARK


James Clark Jr., escocês nascido em 1936 na cidade de Kilmany e que ficou mundialmente conhecido como Jim Clark, piloto de Fórmula 1 durante os anos de 1960 a 1968, sempre correndo pela equipe Lotus.

Em 73 Grandes Prêmios disputados, conquistou 25 vitórias, 28 voltas mais rápidas, 32 pódios e 33 pole positions. Campeão mundial da categoria em 1963, repetiu o feito em 1965, ano em que também foi o vencedor da tradicional 500 Milhas de Indianápolis.

É reconhecido e respeitado por pilotos e ex-pilotos como um dos melhores pilotos da história do automobilismo. Faleceu em um trágico acidente durante corrida de Fórmula 2 disputada no circuito alemão de Hockenheim no ano de 1968.

PAVOROSO ACIDENTE NA SEAT EUROCUP

Um pavoroso acidente marcou a etapa de Brands Hatch do Seat Eurocup. O português Francisco Carvalho sofreu um toque que o levou a bater contra o guard rail. Logo em seguida veio cena espetacular onde seu carro começar a "quicar" em direção aos fiscais e torcidas. Felizmente ninguém saiu ferido. O acidente ocorreu na sétima volta e a corrida foi interrompida.

Pesquisa de Opinião - Super Importante!

A GGOO News está realizado uma pesquisa de opinião. Precisamos saber o que voce pensa sobre a revista e o no que podemos melhora-la. Criamos então esta pesquisa de opinião, que pode ser acessada logo abaixo do topo do site (Banner com foto da torcida reunida).

Todas as questões são obrigatórias, alguma tem a opção "Other", já que outras opções podem vir a existir.

Lembrando que não é pedido o seu nome na pesquisa, nem existe essa opção.

Peço de coração que respondam as questões e deem sua opinião. Ela é vital para a continuação da revista.

Obrigado a todos.

Daniel Macarenco

domingo, 18 de julho de 2010

WTCC AO VIVO

sexta-feira, 16 de julho de 2010

REPLAY: GP DA INGLATERRA DE F1 2010

The Doctor


Valentino Rossi voltou. Meio que mal das pernas (sorry) mas é questão de tempo para voltar ao normal. Pode até ganhar o campeonato e eu torço por isso. Mas não vim aqui falar da volta dele, e sim do site. Até algum tempo tinha um desenho dele na cama do hospital. Agora voltou tudo ao normal, mas o site continua bem legal, convido todos a visitar e a escutar as musicas, já que o dia do Rock ainda está ai.

Clique Aqui

Figuraça.

GGOO INTERNATIONAL!!

Não basta aparecer na Globo, temos que invadir as equipes de F-1 também!!
E a primeira vítima foi a Williams:

E pra quem acha que é montagem, taí o link: http://www.attwilliams.com/member_photos/3109

É a GGOO, dominando o mundo!!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

FOTO DO DIA

[OFF] ISSO SIM É TELEJORNAL DE VERDADE!!!

Sem comentários, as imagens falam por si.
Mas que deveria ser assim, deveria!
Na realidade, até acho que isso acontece, mas os apresentadores seguram a onda e não deixam transparecer.

NELSON PIQUET EXPLICANDO DETALHES DA CIRURGIA

Um leitor do blog nos manda o video abaixo. Para mim um video raro, nunca tinha visto antes. Nele, Nelson em entrevista a Reginaldo Leme da detalhes sobre a cirurgia. Pra quem não lembra, ele sofreu um grave acidente nos treinos para as 500 milhas de 92.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Fórmula Indy 2012: Dallara

Foi anunciado no início da tarde de hoje o carro que será usado pela Indy a partir de 2012. E o carro escolhido não foi o Delta Wing e sim o modelo da Dallara.



Preferia o Delta Wing, mas puramente por razões estéticas. A escolha da Indy parece ser mais sensata que a minha, a Dallara desde 2003 vem produzindo chassis seguros para uma categoria de alta velocidade.

AO VIVO: O ANÚNCIO DO CARRO DA F-INDY PARA 2012



Confira a transmissão AO VIVO à partir das 13:00h

indycar on livestream.com. Broadcast Live Free

DA-LHE RUBINHO!

Aproveitando a boa fase do nosso brazuca na Williams e pegando carona na entrevista dele ao Top Gear, postado mais abaixo, segue um vídeo feito em sua homenagem com alguns momentos de sua carreira. Esse está mais atualizado, com alguns momentos do ano passado.
Pra mim, o maior momento de sua carreira foi a vitória de Hockenhein, não por ter sido a primeira, mas da forma como foi.
Enjoy.

(OFF) Holocausto



O senhor do video acima vivenciou um dos piores momentos vividos pela humanidade. Mas agora ele dança, com o que parece ser os netos dele, nos lugares onde ocorreram terriveis atrocidades. Muitos irão dizer que um video desse não deveria ser feito. A minha opinião é a de aprovação, um sobrevivente vivente.

Sendo mais sincero, pra mim isso foi um "Ch*** Hitler!"

F-INDY: QUAL SERÁ O CARRO EM 2012?

O comando da categoria anuncia hoje (14/julho) em Indianápolis qual será o chassi utilizado a partir da temporada 2012. Cinco fabricantes enviaram seus projetos, alguns bem diferentes dos modelos aos quais estamos acostumados. Quem será a escolhida? Qual o seu modelo preferido? Confira:

DALLARA:

LOLA:

SWIFT:

BAT:

DELTA WING: